blank blank

Rumor: Intel lançará 7º geração Intel Core, Kaby Lake, durante a CES 2017

Rumor: Intel lançará 7º geração Intel Core, Kaby Lake, durante a CES 2017

 

O início de 2017 será incrível para quem está aguardando novidades no mercado de processadores, já que tanto a AMD quanto a Intel irão apresentar novas opções. Do lado da AMD serão os chips Zen, e na Intel a 7º geração Intel Core, codinome Kaby Lake, que fez sua estreia em 2016 nas versões para dispositivos mobile e em 2017 chegará para os desktops. A expectativa em relação a esses produtos está tão alta que os fabricantes relacionados ao mercado de PCs esperam que as vendas no primeiro trimestre de 2017 aumentem.

De acordo com novos rumores a Intel anunciará os processadores Kaby Lake voltados para desktop durante a CES 2017, que acontece entre os dias 5 e 7 de janeiro em Las Vegas. Além das CPUs a companhia também deve apresentar, junto com os fabricantes parceiros, as placas-mãe da série de chipsets 200, que irão trabalhar em conjunto com esses novos chips.

Vale lembrar que os processadores Kaby Lake serão compatíveis com os chipsets da série 100, que fazem parte da 6º geração Intel Core (Skylake), isso significa que a troca por uma nova placa-mãe não será obrigatória. Alguns fabricantes como a ASUS por exemplo, já estão oferecendo uma atualização da BIOS para garantir a compatibilidade.

O site WCCFTech liberou uma tabela com os preços dos processadores que fazem parte dessa 7º geração Intel Core. O topo do lineup é encabeçado pelo Core i7-7700K, que conta com 4 núcleos, 8 threads, clock base de 4.2 Ghz, 8 MB de cache L3, TDP de 91W, e que de acordo com o que foi divulgado custará US$ 349.

Logo em seguida aparece o Core i7-7600K, que inclusive passou por alguns benchmarks do próprio WCCFTech em seu modelo de engenharia. A performance alcançada foi de até 10% superior em relação ao Core i5-6600K, da geração passada (Skylake). A previsão é que essa CPU de 4 núcleos, 8 threads, clock base de 3.6 Ghz, 8 MB de cache L3, TDP de 65W, custe US$ 309.

A 7º geração Intel Core manterá os mesmos 14nm que já está sendo utilizado a 2 gerações, já que a Intel está adotando um ciclo completamente novo de mercado. Ao invés do tradicional tick-tock, onde se reduz a litografia e na geração seguinte se aprimora, para então acontecer uma nova redução na próxima, a companhia está num processo de três etapas chamado “Processo-arquitetura-otimização, em que a litografia pode perdurar por mais tempo, mas com aprimoramentos.

Na geração Kaby Lake esses mesmos 14nm, são chamados de 14nm+, e representa essas melhorias de arquitetura em relação a geração passada.

Sobre o Autor

Editor-chefe no Hardware.com.br, aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Segue lá no Insta: @plazawilliam
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário