Intel anuncia Aurora genAI, inteligência artificial com 1 trilhão de parâmetros

Intel anuncia Aurora genAI, inteligência artificial com 1 trilhão de parâmetros

A Intel é mais uma gigante da tecnologia a entrar no aquecido segmento de inteligência artificial. A Gigante de Santa Clara anunciou recentemente o Aurora genAI, um modelo de IA generativo com um trilhão de parâmetros.

Este anúncio representa um avanço significativo na pesquisa científica e na aplicação prática da inteligência artificial. Diferentemente de outras ferramentas de IA, a solução da Intel é voltada para laboratórios de pesquisas científicas.

Leia também
Como a inteligência artificial está tornando as entregas da Amazon mais rápidas
Elon Musk diz que Bill Gates tem conhecimento limitado sobre inteligência artificial

Aurora genAI possui 1 trilhão de parâmetros

O Aurora genAI é um projeto colaborativo entre a Intel, o Argonne National Laboratory e a Hewlett Packard Enterprise (HPE). O modelo foi projetado para ser treinado em textos gerais, textos científicos, dados científicos e códigos relacionados à ciência.

Com um trilhão de parâmetros, o Aurora genAI tem 5,7 vezes mais parâmetros do que as versões gratuitas e públicas do ChatGPT, que é a ferramenta de IA mais popular do mercado até o momento.

O Aurora genAI é um modelo de IA focado exclusivamente na ciência, com aplicações potenciais em uma variedade de campos. Isso inclui biologia de sistemas, pesquisa sobre câncer, ciência climática, cosmologia, química de polímeros e ciência de materiais.

O modelo será usado em uma variedade de aplicações científicas, como o design de moléculas e materiais, a síntese de conhecimento em milhões de fontes, a identificação de processos biológicos relacionados a doenças e a sugestão de alvos para o design de medicamentos.

Intel pretende acelerar pesquisas científicas

O Aurora genAI tem o potencial de acelerar a pesquisa científica, avançar na descoberta de medicamentos, melhorar a pesquisa sobre mudanças climáticas e facilitar o desenvolvimento de algoritmos de IA.

Este novo lançamento da Intel será treinado pelo supercomputador Aurora, que possui mais de dois exaflops de desempenho. Rick Steves, diretor associado do laboratório Argonne, comentou que o projeto visa aproveitar todo o potencial do supercomputador para produzir um recurso que pode ser usado em benefício da ciência.

As especificações do sistema Aurora deixa claro que esta IA generativa tem como foco as pesquisas científicas. As especificações técnicas incluem os seguintes dados:

  • Supercomputadores HPE Cray EX;
  • 63.744 GPUs;
  • 21.248 CPUs;
  • 1.024 blocos de armazenamento DAOS;
  • Rede Ethernet de alto desempenho HPE Slingshot.

O projeto tem como objetivo concluir o modelo até 2024. O Aurora genAI representa um passo significativo na direção de uma IA mais avançada e aplicável. Com seu foco na ciência e sua capacidade de lidar com uma variedade de textos e dados, o Aurora genAI tem o potencial de revolucionar a forma como a pesquisa científica é conduzida e aplicada.

Fontes: Intel e Wccftech

Sobre o Autor

Cearense. 34 anos. Apaixonado por tecnologia e cultura. Trabalho como redator tech desde 2011. Já passei pelos maiores sites do país, como TechTudo e TudoCelular. E hoje cubro este fantástico mundo da tecnologia aqui para o HARDWARE.
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X