Uber terá carros da Tesla nos EUA

Uber terá carros da Tesla nos EUA

A Uber anunciou hoje (27) que disponibilizará para aluguel 50 mil carros da Tesla, em sua maioria o Model 3 Sedan, como parte do plano de mudar toda sua frota para veículos elétricos nos EUA até o ano de 2030.

Leia também: Uber procura engenheiros para Centro de Tecnologia no Brasil

Inicialmente, a empresa irá alugar os carros aos motoristas das cidades de Los Angeles, San Diego, San Francisco e Washington e se expandirá pelo país nas próximas semanas.

O preço do aluguel semanal será de US$ 334 (R$ 1.867), aos motoristas com notas a partir de 4,7 estrelas. Além disso, só serão escolhidos os motoristas com no mínimo 150 viagens realizadas.

O aluguel inclui seguro e manutenção do veículo e, ao decorrer do tempo, o preço irá diminuir para US$ 299 (R$ 1.671).

O interior do Model 3. Créditos: Tesla

A ação da Uber é diretamente ligada às pressões das agências regulamentadoras globais. Vários países pressionam as montadoras e empresas de transportes para que essas passem a utilizar veículos com zero emissão de carbono.

Uber com carros Tesla é fruto de parceria com a Hertz

A Uber trabalha em parceria com a famosa locadora de veículos Hertz, que comprou ontem  100 mil carros da Tesla, para alcançar a meta de zero emissão de carbono até o ano de 2030.

Créditos: Hertz

Tal meta é uma determinação do governo da Califórnia, portanto, três das quatro primeiras cidades que darão início ao novo programa estão nesse estado.

“Embora a maioria dos motoristas da Uber usam os seus próprios carros [para trabalhar], alguns não possuem veículos. Por isso, a Hertz e a Uber trabalham juntas desde 2016 para oferecer opções de aluguel de veículo [a esses motoristas]”, afirmou a empresa em comunicado.

A Uber enxerga o acordo com a Hertz como algo positivo tanto para o meio ambiente quanto para os motoristas no sentido financeiro.

De acordo com a empresa, os motoristas, além de reduzir os gastos com combustível, poderão ter lucros maiores devido ao programa Green Future, da Uber. O Green Future dará bônus financeiros aos motoristas que optarem por utilizar os carros elétricos da Tesla.

Além disso, os motoristas da Uber também terão acesso à rede Supercharger, uma tecnologia de carregamento rápido que a Tesla desenvolveu para os seus veículos elétricos.

Aluguel de carros da Tesla é uma forma de manter o modelo de negócios da Uber

No entanto, a empresa ressalta que, embora a parceria com a Hertz seja um passo à frente rumo ao uso de EVs na plataforma Uber, comprar um carro elétrico ainda é bem mais caro que um veículo tradicional.

Uber carros Tesla
Carros da Tesla para aluguel em loja da Hertz. Créditos: Hertz

“Esse é um desafio muito difícil, mas precisamos enfrentá-los juntos, com líderes de governos, através de políticas inteligentes, para tornar o preço de veículos elétricos igual ou menor que os veículos tradicionais”, finalizou a Uber.

Entretanto, outro fator importante para Uber ao firmar a parceria com a Hertz é para manter o seu modelo de negócios. Caso a Uber tivesse comprado e alugado os carros da Tesla aos seus motoristas, alguns estados americanos poderiam classificar essa ação como uma relação trabalhista.

Hertz se recupera após falência

A Hertz anunciou na última segunda-feira (26) a compra de 100 mil carros da Tesla.  A locadora quer virar o jogo no mercado de aluguel de carros e acelerar a transição para veículos sustentáveis.

A encomenda de 100 mil carros da Tesla é a maior do mercado de veículos elétricos, custando US$ 4,2 bilhões aos cofres da Hertz.

No entanto, surpreendentemente, a Hertz declarou falência devido aos impactos da pandemia da Covid-19 no ano passado e requisitou proteção aos bancos.

Em junho deste ano, a empresa entrou em leilão, comprada pelo fundo de investimentos Knighthead e pela empresa de aquisição Certares Management, especializada em viagens. O valor da compra foi de US$ 6 bilhões.

Atualmente, sob o controle de novos donos, a Hertz se posiciona estrategicamente na digitalização e em tecnologias móveis para transformar a indústria de aluguéis de carros.

Uber carros da Tesla
Tom Brady, o astro do Futebol Americano e Marido da Modelo brasileira, Gisele Bündchen estrela a campanha publicitária da Hertz. A campanha, portanto, é para impulsionar o aluguel de veículos elétricos na empresa. Créditos: Hertz

Afinal de contas, ao adotar a eletrificação de veículos, a Hertz se posiciona como uma empresa sustentável, se tornando uma opção às empresas que desejam reduzir sua emissão de carbono.

“A nossa abordagem, certamente, é bastante estratégica e deliberada no sentido de como queremos nos transformar e transformar a indústria”, afirmou Mark Fields, CEO interino da Hertz, em entrevista ao Bloomberg.

No fim das contas, a Tesla foi quem saiu ganhando

Nessa segunda-feira (26), após o anúncio da encomenda de 100 mil carros, a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 1 trilhão. As ações da empresa cresceram em 14,9% e a empresa de Elon Musk se tornou a montadora de carros mais valiosa do planeta.

Por falar em Musk, o próprio CEO da Tesla demonstrou surpresa com a rapidez do crescimento.

“É estranho esse crescimento no valor de mercado, uma vez que o problema da Tesla não é a demanda, mas, sim, o aumento da produção”. A frase foi dita em resposta a um Tweet de um dos acionistas da Tesla, Ross Gerber. O executivo comemorou o grande feito da empresa.

Desse modo, agora, a Tesla é a primeira montadora de carros a se juntar às empresas com valor de mercado na casa dos trilhões. Anteriormente, apenas as três gigantes do Vale do Silício faziam parte desse seleto grupo: Apple, Microsoft e Alphabet (Google).

Mais sobre carros elétricos:

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário