O que é e para que serve o Raspberry Pi?

O que é e para que serve o Raspberry Pi?

O Raspberry Pi é um micro-computador de placa única desenvolvido pela Fundação Raspberry Pi. Ele foi projetado para ser utilizado como ferramenta educacional para ensinar programação e computação em escolas. Mas também pode ser utilizado como um computador de baixo custo para outros fins, como media center, servidor web, controle de automações, etc.

Ele possui conectividade de rede, portas USB e saída HDMI, além de ser equipado com um processador ARM. Além disso, a memória RAM e a GPU também são soldadas na placa. A alimentação de energia é feita através de uma porta USB e o dispositivo pode ser conectado a teclados, mouses e monitores. Ele vem com uma distribuição Linux pré-instalada. Nos próximos parágrafos você saberá mais detalhes sobre o Raspberry Pi.

Leia também
O que é computador All in One?
O que é firmware? Por que é importante atualizar?

Fundação Raspberry Pi

A Fundação Raspberry Pi (Raspberry Pi Foundation) é uma organização sem fins lucrativos criada em 2009. O seu principal objetivo é promover o ensino de programação e computação nas escolas.

A fundação desenvolveu o Raspberry Pi, um computador de baixo custo que se tornou muito popular entre estudantes, educadores e entusiastas da tecnologia. O primeiro modelo do Raspberry Pi foi lançado em 15 de fevereiro de 2012. Ele foi chamado de Raspberry Pi Model B e na época custava apenas US$ 35. Desde então, vários outros modelos foram lançados, cada um com características e especificações melhoradas.

A fundação também oferece recursos educacionais, como cursos e projetos, para ajudar as pessoas a aprender a programar e usar o Raspberry Pi.

Quais as utilidades do Raspberry Pi?

Raspberry Pi pode ser usado como Media Center

Como falamos no começo do artigo, o foco inicial do Raspberry Pi foi o educativo. Portanto, este micro-computador precisa ser bem versátil afim de ensinar programação e computação para crianças. Dessa forma, as suas utilidades são bem variadas. Depende mais do conhecimento técnico e criatividade do usuário.

Tem gente que usa o Raspberry Pi como um media center. Através de programas como OSMC ou Kodi, podemos usar o Raspberry Pi como um servidor de mídia completo. Ele é capaz de reconhecer qualquer arquivo que você colocar, como arquivos de vídeo ou música. Basta deixá-lo conectado a um pendrive ou HD externo e ligá-lo ao televisor da sala, por exemplo. Você pode transformá-lo também em uma estação de streaming.

Você pode usar o Raspberry Pi também como um servidor de impressão. Para isso, você vai precisar configurar um servidor de impressão na distribuição Linux que vem instalada no micro-computador. Depois disso, é só conectar a impressora a todos os computadores na rede doméstica.

Raspberry Pi pode ser usado também como um console retrô

Outros usuários fizeram um rádio digital com o Raspberry Pi. Com os componentes certos é possível criar um sintonizador FM. Você também pode usar softwares para Linux que vão buscar streamings de rádios que ofereçam a sua programação na internet.

E se você gosta de games retrô, o Raspberry Pi é uma ótima plataforma para você criar o seu próprio console retrô. Existem vários projetos na internet que ensinam a fazer isso. Inclusive, há comunidades de desenvolvedores que dão suporte a emuladores e interfaces gráficas para os consoles mais antigos.

Estas são apenas algumas das utilidades de um Raspberry Pi. Basta pesquisar na internet que você encontra facilmente dezenas de outros projetos. Basta ter algum conhecimento em programação e eletrônica para colocar a maioria dos projetos em prática.

Quais os modelos atuais de Raspberry Pi?

Atualmente, a Raspberry Pi Foundation possui uma grande quantidade de modelos diferentes. Cada um com suas características e utilidades. Abaixo nós listamos os principais modelos.

Raspberry Pi 1 A+

O Raspberry Pi 1 A+ é uma versão menor e mais barata da linha. Ela tem menos RAM, processador menos poderoso e menos periféricos. Além de ser fisicamente menor, consome menos energia e pode ser usado como uma plataforma de microcontrolador robusta.

A placa contém apenas uma porta USB, não tem recursos de rede, 512 MB de RAM e um núcleo Arm de 32 bits. Essa placa pode ser útil para tarefas complexas que precisam de acesso a circuitos externos via GPIO e USB.

Raspberry Pi Zero W

O Raspberry Pi Zero W é um dispositivo pequeno, medindo apenas 66 x 30,5 x 5mm e pesando 9g. Ele tem uma CPU de núcleo único de 1 GHz e 512 MB de RAM, o que o torna adequado para muitas tarefas, especialmente aquelas relacionadas a luzes, motores e câmeras. Ele possui Wi-Fi 802.11n e Bluetooth 4.0 integrados, mas não tem pinos GPIO acoplados. A placa usa uma porta micro USB, então pode ser necessário um adaptador para usar USB normal.

Raspberry Pi 3 B+

O Raspberry Pi 3 B+ ainda não é a versão mais potente deste miniPC, mas já oferece suporte para mais gabinetes e acessórios. Ele usa cabos HDMI padrão e pode ser alimentado por carregadores de celular e porta USB. A placa possui um processador Broadcom BCM2837B0 ARMv8 quad-core de 1,4 GHz e 1 GB de memória RAM. Ele tem conexão Wi-Fi dual band (2,4 GHz e 5 GHz) e Bluetooth 4.2.

Raspberry Pi 4 B

O Raspberry Pi 4 B é um dispositivo mais potente do que as gerações anteriores. Possui um processador quad-core de 1,5 GHz e vem com 2 ou 4 GB de RAM, com uma versão de 8 GB também disponível.

Ele é flexível e adequado para uso geral sem muitas especificidades. A placa oferece saída HDMI dupla com suporte a vários monitores com resolução 4K e gráficos OpenGL ES 3.0. Ele é o primeiro modelo a oferecer portas USB 3.0 e 2.0, o que o diferencia dos modelos antigos que possuem somente USB 2.0

Raspberry Pi 400

O Raspberry Pi 400 é o modelo mais completo. O seu case é em formato de teclado, que é totalmente funcional. Ele vem em um kit que inclui mouse, cartão microSD, fonte de alimentação e cabos de conexão.

Ele é composto por um SoC Broadcom BCM2711 quad-core Cortex-A72 de 64 bits com clock de 1,8 GHz. Ou seja, é mais potente do que o Raspberry Pi 4. No entanto, o dispositivo  mantém a mesma RAM LPDDR4-3200 de 4 GB e duas portas micro-HDMI com resolução 4K.

Ele oferece conectividade sem fio LAN IEEE 802.11b/g/n/ac de banda dupla, Bluetooth 5.0 e BLE, mas não suporta conectores CSI ou DSI. Isso impede de conectar a câmera RPi oficial e a tela sensível ao toque.

Sobre o Autor

Cearense. 34 anos. Apaixonado por tecnologia e cultura. Trabalho como redator tech desde 2011. Já passei pelos maiores sites do país, como TechTudo e TudoCelular. E hoje cubro este fantástico mundo da tecnologia aqui para o HARDWARE.
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X