Copilot+ PC: Microsoft anuncia notebooks turbinados por IA e mais rápidos que os MacBooks

Copilot+ PC: Microsoft anuncia notebooks turbinados por IA e mais rápidos que os MacBooks

Nesta segunda-feira (20) a Microsoft revelou o projeto Copilot+ PC. Tratam-se de computadores potentes e preparados para usar programas de inteligência artificial. A “nova era da IA” começa com o Microsoft Surface Laptop, que supera o mais recente MacBook Air da Apple em várias tarefas, segundo a empresa. Tais tarefas envolvem tanto IA quanto desempenho bruto.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, disse que há mais de 30 anos se espera por sistemas de informática que entendam totalmente os humanos. Num evento na sede da Microsoft, foram mostrados os novos dispositivos “que nos veem e entendem nosso ambiente“. Eles são chamados de Copilot+ PCs.

Leia também
O que aconteceria se você usasse o Windows XP hoje?
Windows 11 é instalado no Nintendo Switch e resultado deixa a desejar

Nadella prometeu o PC mais rápido para inteligência artificial já feito pela indústria. Ele faz até 40 trilhões de operações de IA por segundo. A Qualcomm já está nessa iniciativa, e logo teremos novidades da AMD e Intel. Marcas como Acer, Asus, Dell, HP, Lenovo e Samsung também foram mencionadas e já anunciaram os seus dispositivos Copilot+ PCs, que devem chegar ao mercado nas próximas semanas/meses.

Entendendo o projeto Copilot+ PC

Comprar Copilot+ PCs | Microsoft

Os PCs Copilot+ se baseiam em três pilares essenciais de hardware: Windows, sistemas robustos e processadores avançados. Para fazer parte da linha Copilot+ os computadores precisam atender a critérios rigorosos, contando com especificações técnicas que garantem um funcionamento impecável e eficiente. Assim, os requisitos mínimos para esses dispositivos são os seguintes:

  • Memória RAM de 16 GB: isso assegura agilidade no processamento de múltiplas tarefas simultaneamente e capacidade para rodar programas pesados sem travamentos ou lentidão.
  • SSD de 256 GB: permite um acesso mais rápido aos dados e contribui para um boot da máquina muito mais ágil em comparação aos HDDs tradicionais.
  • NPU integrada (Unidade de Processamento Neural): é fundamental para otimizar tarefas que utilizam inteligência artificial, proporcionando uma experiência mais fluida e inteligente ao usuário.
  • Tecla dedicada ao Copilot: demonstrando o compromisso dos PCs Copilot+ com a acessibilidade e praticidade, permitindo aos usuários acionar rapidamente assistentes digitais ou funções específicas.
  • Tela sem notch: oferecendo uma área de visualização ampla e contínua, idealizada para quem procura uma experiência visual mais limpa e menos obstruída.

Introducing Copilot+ PCs - The Official Microsoft Blog

Quanto ao novo Surface Laptop, a Microsoft optou pelo chip Snapdragon X Elite da Qualcomm com a intenção explícita de superar os mais recentes MacBooks da Apple em termos de performance e eficiência. A gigante de tecnologia compartilhou uma comparação provocativa, ressaltando que:

  • A bateria do Surface Laptop dura 20% mais que o MacBook Air de 15 polegadas, uma vantagem considerável para profissionais e estudantes que dependem da portabilidade e longevidade da bateria em seus afazeres diários.
  • Quando se trata de desempenho máximo, o dispositivo da Microsoft é 23% mais rápido que o MacBook Air equipado com o chip M3, prometendo uma vantagem significativa em aplicações que exigem alto desempenho de processamento.
  • No campo do desempenho multitarefa, o Surface Laptop se destaca por ser 58% mais rápido que o MacBook Air com M3, sugerindo que a troca entre aplicativos e o gerenciamento de atividades concomitantes é substancialmente mais eficiente.

Com todas essas configurações técnicas avançadas, está claro que os dispositivos Copilot+ estão preparados para alavancar todo o potencial do GPT-4o, a última e mais sofisticada versão da ChatGPT desenvolvida pela OpenAI, que foi anunciada oficialmente na semana passada.

Windows 11 com novas ferramentas de IA

Microsoft apresenta Recall, nova tecnologia de IA - Mundo Conectado

A Microsoft revelou ainda uma nova função para o Windows 11. Batizada de Recall, podemos entender esse software como uma versão turbinada do Explorador de Arquivos. O Recall usa inteligência artificial para achar documentos ou sessões passadas nos PCs “como se tivesse memória fotográfica“, segundo a Gigante de Redmond.

Essa ferramenta elimina a necessidade de recordar o nome de um arquivo ou a pasta onde está guardado. Em vez disso, você usa linguagem natural para pedir ao assistente que encontre uma informação específica, como se estivesse batendo um papo com ele. O Recall mostra uma linha do tempo com as datas em que você criou ou mexeu nesses arquivos, além de dar prévias visuais para ajudar na busca.

O recurso utiliza tecnologias de reconhecimento de texto e imagens para achar os arquivos certos. Ele procura entre apps, conteúdos de documentos ou sites visitados. Assim, procurar por “fotos da viagem” vai mostrar resultados diferentes de “fotos da viagem de natal”, que é mais específico.

A empresa diz que o recurso guarda todos os dados de pesquisa no próprio dispositivo. Você pode apagar algumas prévias, limitar o período de tempo que a ferramenta usa ou escolher quais sites e apps ela pode vasculhar. Também dá para desligar essa função no sistema.

Os primeiros Copilot+ PCs

A Microsoft aproveitou o evento para revelar também os primeiros Copilot+ PCs que, obviamente, não poderiam deixar de ser notebooks da linha Surface. Os novos Surface Pro e Surface Laptop vão inaugurar essa nova era de IA para o público em geral.

O Surface Pro conta com o assistente de IA Copilot, agora integrado ao Windows e com uma tecla dedicada no teclado. Com processadores Snapdragon X Plus e X Elite, promete mais desempenho e eficiência energética. O display OLED de 13 polegadas oferece cores mais vivas e pretos intensos, e seu teclado destacável funciona via Bluetooth.

Ambos os produtos serão vendidos em duas opções de cores (Imagem: Divulgação/Microsoft)

O Surface Laptop, também equipado com os chips Snapdragon, suporta até 32 GB de RAM e 1 TB de armazenamento, além de incluir as funcionalidades de IA do Copilot. Oferece várias portas, incluindo USB-C e Surface Connect, e um design renovado com trackpad maior e bordas finas, disponível em modelos de até 15 polegadas.

Preços ainda não foram divulgados, mas a venda começa em junho. Não há previsão de chegada ao Brasil. Vale ressaltar que os dispositivos da linha Surface nunca foram lançados oficialmente por aqui. Será que dessa vez a Microsoft abre uma exceção?

Sobre o Autor

Cearense. 34 anos. Apaixonado por tecnologia e cultura. Trabalho como redator tech desde 2011. Já passei pelos maiores sites do país, como TechTudo e TudoCelular. E hoje cubro este fantástico mundo da tecnologia aqui para o HARDWARE.
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X