Rumor: PS5 Pro pode ser lançado em 2024, custando entre 600 e 700 dólares

Rumor: PS5 Pro pode ser lançado em 2024, custando entre 600 e 700 dólares

O PS5 Pro pode chegar às lojas em 2023 ou 2024, custando entre 600 e 700 dólares (R$ 3.193,38 – 3.725,61 em conversão direta, com o dólar custando R$ 5,32), segundo um rumor de ontem (8).

Essa informação foi vazada por fontes do YouTuber Moore’s Law is Dead, que especulou que a Sony pode lançar a versão mais robusta do seu console da atual geração, com resolução 8K, até o final de 2024.

Além disso, o YouTuber e vazador de informações do mundo gamer (leaker) informou que o PS5 Pro chegará assim que o reabastecimento dos modelos convencionais diminuam, algo previsto para 2023.

No entanto, a internet foi infestada de debates questionando a legitimidade das informações “vazadas” por Moore’s Law is Dead. Alguns apontam que o YouTuber é razoavelmente confiável no que toca aos seus vazamentos. Mas, desta vez, Moore’s afirmou que não possui informações sobre as especificações do PS5 Pro, embora tenha ressaltado que a Sony, de fato, trabalha em uma versão avançada do PS5.

O que podemos esperar sobre o PS5 Pro, além da suposta data de lançamento, no final de 2023 ou início de 2024, é que o novo console terá uma APU da AMD. Atualmente, o PS5 utiliza uma APU com processador baseado na arquitetura Zen 2 e uma placa de vídeo baseada em RDNA 2, da AMD.

Além disso, outra especulação de Moore’s Law is Dead é que a Sony poderá comercializar o PS5 Pro como um console 8K, visando popularizar as TVs 8K da empresa.

Por outro lado, o YouTuber acredita que a Sony não deva mirar no mercado de games em 8K com o PS5 Pro. Segundo ele, não há muito interesse por parte dos gamers em uma resolução tão alta, preferindo, em vez disso, priorizar taxas de quadros mais rápidas.

Lançamento do PS5 Pro em 2023 é inviável, segundo jornalista

Embora o hype em torno da notícia sobre o lançamento do PS5 Pro, em 2023 ou 2024, tenha obtido muitas reações positivas, alguns membros da imprensa americana especializada se mostram céticos.

Esse é o caso de Paul Tassi, repórter sênior da editoria de Games da Forbes, famosa revista americana. Para Tassi, o principal problema acerca do lançamento do PS5 Pro, no período entre 2023 e 2024, é a escassez dos consoles atuais devido à crise global de chips.

Tassi comenta que a crise, que resultou na falta desses produtos em estoques, irá continuar até o final do ano que vem. Não faz sentido, portanto, lançar o PS5 Pro no exato momento em que a Sony conseguir controlar a demanda.

Aliás, a Sony vendeu muitos PS5s desde o seu lançamento e uma versão Pro desvalorizar o console convencional, que vive um ótimo momento.

Leia Mais: Sony bate recorde e vende 10 milhões de unidades do PS5

Por fim, de acordo com Tassi, não seria inteligente lançar um console com preços na faixa dos 600-700 dólares, sobretudo atualmente, devido ao atual estado do mercado internacional e americano.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário