LG permitirá que outras marcas tenham o sistema webOS em suas TVs

Por: Pablo Nogueira
LG permitirá que outras marcas tenham o sistema webOS em suas TVs

Ontem (na verdade, hoje, pois já era dia 24 de fevereiro na Coreia do Sul), a LG anunciou que irá permitir que outras fabricantes de TV utilizem seu sistema operacional webOS.

No release para divulgar a notícia, a LG afirmou que a RCA, a Ayonz e a Konka (não é a participante do BBB) são algumas das mais de 20 companhias que já assinaram a parceria com a empresa sul-coreana.

“Essa ação terá o potencial de remodelar o ramo de televisores não só para os provedores de tecnologia, mas, também, para os de conteúdo, enquanto impulsiona significativamente o crescimento da presença e proeminência da LG no mercado global de entretenimento doméstico”, afirmou a empresa no release.

De acordo com a LG, o webOS é um “componente integral” do reconhecido ecossistema de entretenimento domiciliar da LG, que facilitou o uso para os donos de televisores da LG “através de sua interface com design intuitivo.”

Portanto, ainda de acordo com a LG, as TVs licenciadas com o webOS “receberão um design de interface de usuário muito aclamado junto de uma rica gama de recursos, como controle por comando de voz e algorítimos IA integrados.”

A empresa complementa que as fabricantes parceiras também terão uma diversidade de opções de conteúdo, “incluindo o acesso aos serviços de streaming mundialmente famosos, como a Netflix, YouTube e Amazon Prime Video.”

LG webOS
OS provedores de conteúdo, tecnologia e as empresas que firmaram a parceria com a LG e terão a versão licenciada do webOS. Créditos: LG

Além disso, em modelos de TVs compatíveis, será possível utilizar o controle remoto Magic Motion.

A LG afirmou que as TVs de outras fabricantes terão a versão 5.0 do webOS, que é compatível com as tecnologias de empresas como a Realtek, Nuance, Gracenote, Ceva e Universal Eletronics.

O webOS 6.0, com o design totalmente remodelado, foi anunciado na CES 2021, mas só estará presente nos próximos aparelhos da LG.

A nova postura da LG, portanto, é seguir a mesma linha que a Amazon, Roku e o Google, que também licenciaram seus sistemas operacionais para outros fabricantes e expandiram sua marca.

Leia mais sobre as próximas TVs da empresa: LG lança primeira TV OLED flexível do mundo

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário