Analista da IDC aponta que preço dos smartphones no Brasil poderá subir ainda mais ao decorrer de 2016

Analista da IDC aponta que preço dos smartphones no Brasil poderá subir ainda mais ao decorrer de 2016

No início de 2016 noticiamos sobre o fim da chamada Lei do Bem, que há 10 anos isentava alguns produtos como por exemplo os smartphones com preço até R$ 1,500,00 e produção nacional. Basicamente o que ocorrida era que o varejista não tinha que pagar tributos com o PIS/COFINS, eliminando a necessidade de ter que repassar um preço maior ao consumidor final. Porém o panorama atual é outro, como a Lei do Bem foi colocada em stand-by a alíquota de 11,75% do PIS/COFINS está sendo incidida sobre os aparelhos, causando um aumento no preço final. 

O comparador de preços Zoom inclusive fez um levantamento demonstrando que de de 7 de dezembro de 2015 a 1º de fevereiro de 2016 o aumento no preço de smartphones e computadores em alguns casos pode chegar a 79%.

E se tudo caminhar como indica a maioria das previsões de mercado, o panorama nos próximos meses será ainda mais catastrófico. O analista da IDC Brasil, Leonardo Munin, em entrevista a Jovem Pan, diz que os mesmos fatores responsáveis pelas projeções no ano passado causarão novos aumentos no preço dos smartphones em 2016. O ponto principal destacado por Munin é justamente o “inimigo da compra” – a variação do Dólar. O analista aponta que se o Dolár continuar variando acima dos quatro reais, com certeza haverá um novo repasse de preços no mercado.

Android fecha o último trimestre de 2015 com 80% das vendas de smartphones

Smartphone supera Tablet e cresce 33% como dispositivo mais usado para visualização de vídeos

Por apenas US$ 3,60: empresa indiana lança o smartphone mais barato do mundo

Munin ainda destaca que no ano passado mesmo com a Lei do Bem ainda em vigor as vendas de smartphones no Brasil apresentaram queda de 27%, já que boa parte dos consumidores resolveu adiar a troca dos aparelhos. 

Ficar de olho nas promoções será essencial para os que estão interessados em trocar de smartphone, já que no geral o preço não será nada convidativo.

Sobre o Autor

Editor-chefe no Hardware.com.br, aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Segue lá no Insta: @plazawilliam
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X