blank blank

Erros que devemos evitar ao montar um computador – Parte 3

Erros que devemos evitar ao montar um computador – Parte 3

Hoje iremos dar continuidade à série de artigos sobre os erros que devemos evitar ao montarmos um computador no primeiro artigo abordamos sobre alguns erros muito comuns como escolher componentes errados, não investir numa placa mãe de qualidade e adicionar muita memória RAM sem se importar com os níveis de latência e frequência.

No segundo artigo tratamos sobre a relevância em escolher o processador de acordo com o seu perfil de usuário e nem sempre o mais caro é a melhor opção, e também abordados sobre a escolha do cooler caso você deseje fazer overclock em sua CPU.

Nesta terceira parte iremos abordar sobre a escolha da unidade de armazenamento e as placas de vídeo. Esses dois componentes costumam confundir diversos usuários, quantas vezes você já escutou alguém afirmando ter uma boa placa de vídeo somente pela quantidade de memória que ela oferece? Ou então escolher qualquer disco rígido para o computador sem se importar com velocidade de rotação do disco, e tecnologias que melhoram o seu rendimento?

Mas chega de questionamentos e vamos aos erros!!!

HDD ou SSD? Comprar de 500 GiB ou 1 TiB? Cuidado você pode acabar cometendo um erro!!

O grande deslize cometido por diversos usuários é somente observar dois pontos na hora de escolher uma unidade de armazenamento: a sua interface e a capacidade máxima oferecida pela unidade e se esquecer de observar a rotação dos discos (caso seja um  HDD) ou então a sua velocidade de leitura e gravação, além de quanto de memória cache esses disco oferecem.

Mais uma vez tendo como principio que você conhece o seu perfil como usuário, escolha a unidade de armazenamento com os atributos que irão te atender. Para a maioria dos usuários um HDD SATA 3 de 7200 RPM com um baixo consumo de energia como os da série WD green (Westernet Digital) ou Barracuda Grren ( Seagate) é o suficiente, muitos se deixam levar por sites de análises, que mostram o poder oferecido por uma unidade SSD, mas será que você irá extrair todo o potencial desta unidade ou só está pensando em iniciar o sistema operacional em menos tempo? 

Claro que um SSD é garantia de desempenho, mas de nada adiantar investir alto valor se você não irá aproveitar totalmente de uma unidade deste tipo. Há ainda uma grande opção a se considerar que são os SSHDs, que unem o HDD + SSD, e é uma opção bem mais barata comparada ao SSD convencional.

Independente se a sua opção é o HDD, SSD ou SSHD o que você não pode fazer é escolher a primeira opção da vitrine da loja ou de uma página de um site de compras. Tenha em mente que uma unidade de baixa velocidade irá influenciar no desempenho em tarefas importantes como, por exemplo, no carregamento dos jogos, fique atento!

“Eu tenho uma ótima placa de vídeo, ela tem 1 GiB de memória”

Se algum dia você avaliou uma placa de vídeo somente pela quantidade de memória que ela oferece, espero que a partir de agora você esqueça isso. Determinar a placa de vídeo correta para o seu computador envolve diversos pontos, além da quantidade de memória. O primeiro deles é escolher entre as duas grandes marcas de placa de vídeo, AMD ou Nvidia, as duas oferecem soluções para todos os tipos de público.

Além disso, é importantíssimo observar a velocidade do GPU da placa e vídeo, quanto mais alto melhor. De nada adianta ter uma placa de 2 GiB de memória se o clock da placa for baixo, e falando em memória, tenha cuidado com a versão  oferecida pela placa, as melhores opções com certeza são as que trazem versões GDDR5. As memórias GDDR são específicas para aplicações gráficas, tendo voltagens e frequências próprias para placas desse tipo. E não podemos nos esquecer de mencionar o barramento, quanto maior mais dados podem ser trafegados, influenciando diretamente na velocidade de comunicação. Há diversos modelos de barramentos, uma placa de vídeo que tenha 1 GiB de memória, mas com um barramento de 64 bits, poderá ficar devendo e muito em relação a placas que oferecem 128 ou 256 bits. 

A refrigeração sempre tem que ser levada em conta e com as placas de vídeo não seria diferente, uma placa pode ter diversos modelos diferentes de acordo com a montadora, a AMD ou Nvidia somente desenvolvem o chip gráfico, a estrutura da placa fica a cargo de diversos fabricantes como XFX, Asus, Gigabyte e EVGA. Observe as diferentes versões de cada placa para determinar a que oferece um bom nível de dissipação de calor, algumas placas oferecem heatpipes além de configurações com dois ou três fans ou em casos mais extremos coolers acoplados a placa como por exemplo a AMD R9 295 X2 que oferece um Liquid Cooler desenvolvido em parceira com a Asetek especialmente para o modelo da AMD.

Qual a sua unidade de armazenamento e a placa de vídeo tem uma boa dissipação? Deixe seu comentário abaixo

Sobre o Autor

Editor-chefe no Hardware.com.br, aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Segue lá no Insta: @plazawilliam
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário