Velocidade da internet banda larga no Brasil aumentou quase 3.000% em 5 anos

Velocidade da internet banda larga no Brasil aumentou quase 3.000% em 5 anos

Segundo levantamento do Minha Conexão, site que mede taxas de download e upload, a velocidade média da internet banda larga no Brasil aumentou 2.939% entre 2018 e 2023, panorama que tem total relação com a ascensão do que é conhecido como PPPs (provedores de pequeno porte).

A consolidação da tecnologia FFTH, a opção de fibra ótica até a residência do cliente, oferecida por pequenos provedores em diversas regiões, tem jogado pra cima, ao longo dos anos, a velocidade média de conexão no Brasil. Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), as operadoras regionais de banda larga fixa são responsáveis por 54% desse mercado no país.

Em termos de crescimento, dentre o período de 5 anos analisado pelo Minha Conexão, Macapá, capital do Amapá, foi a que registrou o maior crescimento percentual na qualidade de conexão, chegando a 2.939% de avanço nesse quesito.

Em termos de salto na velocidade, Rio Branco, capital do Acre, foi a cidade que mais evoluiu em termos de velocidade. No ano de 2018, a média de velocidade no município era de 9,55 Mbps, já em 2023 passou para 251,80 Mbps.

Em termos de contatos ativos de banda larga residencial, eram 31,05 milhões em 2018, e em 2023, segundo dados da Anatel, passou para 47,2 milhões. Evolução de 52,01%.

Evolução da velocidade nas capitais

Confira abaixo a comparação entre a velocidade média computada em 2018 e em 2023 em cada capital:

  • Aracaju (Sergipe): 9,63 – 129,34 Mbps;
  • Belém (Pará): 7,95 – 149,31 Mbps;
  • Belo Horizonte (Minas Gerais): 19,40 – 176,31 Mbps;
  • Boa Vista (Roraima): 6,95 – 130,67 Mbps;
  • Brasília (DF): 19,00 – 169,44 Mbps;
  • Campo Grande (Mato Grosso do Sul): 17,15 – 169,94 Mbps;
  • Cuiabá (Mato Grosso): 16,38 – 213,21 Mbps;
  • Curitiba (Paraná) 20,55 – 160,23 Mbps;
  • Florianópolis (Santa Catarina): 20,50 – 179,74 Mbps;
  • Fortaleza (Ceará): 19,63 – 149,51 Mbps;
  • Goiânia (Goiás): 16,20 – 249,18 Mbps;
  • João Pessoa (Paraíba): 14,18 – 105,14 Mbps;
  • Macapá (Amapá): 5,68 – 172,45 Mbps;
  • Maceió (Alagoas): 10,28 – 101,37 Mbps;
  • Manaus (Amazonas): 15,00 – 172,93 Mbps;
  • Natal (Rio Grande do Norte): 18,83 – 106,76 Mbps;
  • Palmas (Tocantins): 12,33 – 186,14 Mbps;
  • Porto Alegre (Rio Grande do Sul): 21,78 – 194,01 Mbps;
  • Porto Velho (Rondônia): 10,30 – 203,02 Mbps;
  • Recife (Pernambuco): 13,25 – 95,30 Mbps;
  • Rio Branco (Acre): 9,55 – 261,35 Mbps;
  • Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) 18,75 – 109,32 Mbps;
  • Salvador (Bahia): 14,03 – 95,31 Mbps;
  • São Luís (Maranhão) 7,78 – 142,31 Mbps;
  • São Paulo (São Paulo): 24,08 – 139,32 Mbps;
  • Teresina (Piauí): 10,45 – 162,07 Mbps;
  • Vitória (Espírito Santo): 16,47 – 156,14 Mbps.

Sobre o Autor

Editor-chefe no Hardware.com.br, aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Segue lá no Insta: @plazawilliam Elogios, críticas e sugestões de pauta: william@hardware.com.br
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X