Placas de vídeo com RDNA 4 poderão ter o dobro de desempenho do que as GPUs da série Radeon RX 7000

Placas de vídeo com RDNA 4 poderão ter o dobro de desempenho do que as GPUs da série Radeon RX 7000

A AMD está investindo pesado em suas novas placas de vídeo. No começo de novembro, por exemplo, a companhia lançou as poderosas GPUs Radeon RX 7900 XT e XTX. Ambas são baseadas na microarquitetura RDNA 3 e chegam para competir diretamente com as placas de vídeo GeForce RTX 4080 e 4090, da NVIDIA.

No entanto, segundo informações do canal RedGamingTech, no YouTube, a próxima geração de placas de vídeo da AMD será ainda mais poderosa. Segundo o canal, que obteve informações com uma fonte próxima da AMD, a próxima geração de GPUs terá como microarquitetura a RDNA 4. A próxima geração de placas de vídeo se chamará Radeon RX 8000 e entregará o dobro de desempenho das placas baseadas em RDNA 3.

Leia também:
10 curiosidades sobre a AMD
Qual a diferença entre placa de vídeo integrada e dedicada?

Microarquitetura RDNA 4

De acordo com as informações trazidas pelo canal RedGamingTech, a AMD está trabalhando em uma nova organização dos componentes da microarquitetura RDNA 4. No RDNA 3, por exemplo, a empresa utiliza apenas um die para GCD, ou seja, computação gráfica.

Já com o RDNA 4, os processadores terão múltiplas áreas para alocar os núcleos de processamento. Cada uma dessas áreas deve abrigar 48 unidades computacionais (CUs) e 3 motores de sombreamento (SEs).

Além disso, as placas de vídeo serão equipadas com três diferentes modelos de GPUs, a saber: Navi 41, Navi 42 e Navi 43. Essas GPUs deverão ter entre 64 e 128 processadores de fluxo (SMs ou ALUs) em cada uma das unidades computacionais (CUs). Só para você ter uma ideia, a recém-lançada Radeon RX 7900 XTX conta com 96 unidades computacionais, totalizando assim 6.144 processadores de fluxo.

Infelizmente, o canal não soube informar a quantidade de GCDs que as novas GPUs Navi terão. Porém, eles afirmaram que a nova geração de placas de vídeo da AMD já vão usar as memórias GDDR7. Elas prometem ser muito mais rápidas que as atuais memórias GDDR6 e GDDR6X.

Especificações técnicas dos novos chips Navi 4x

Outra mudança que poderá ser implementada na microarquitetura RDNA 4 tem a ver justamente com a memória. A AMD continuará atribuindo as funções de controlador de cache e memória para o die de memória, conhecido como MCD. Ele trará a 3ª geração da microarquitetura Infinity Cache, melhorando todo o gerenciamento de memória por parte da GPU.

A AMD implementará também melhorias no motor WMMA (Wave Matrix Multiply Accumulate). Esse motor aprimorado garantirá até duas vezes mais desempenho em cada unidade computacional. Por fim, o canal informa que os chips da família Navi 4x serão fabricados usando um processo de litografia de 3 e 4 nanômetros da TSMC.

Com uma menor distância entre os transistores, a eficiência energética dos chips Navi melhorará entre 50% a 60% em comparação com os chips baseados em RDNA 3. A expectativa é que as novas GPUs atinjam clocks na faixa de 3,5 GHz. De acordo com os últimos rumores, estas serão as especificações técnicas de cada um dos chips gráficos Navi 4x:

  • Navi 41: 144 CUs e 18.432 processadores de fluxo | SKUs com até 48 GB de VRAM;
  • Navi 42: 96 CUs e 12.288 processadores de fluxo | Duas vezes mais desempenho que a Navi 32;
  • Navi 43: 48 CUs e 6.144 processadores de fluxo | Duas vezes mais desempenho que a Navi 33.

No entanto, não custa lembrar que todas essas informações são rumores muito antecipados. Daqui até o lançamento das placas de vídeo baseadas em RDNA 4, tudo pode mudar drasticamente.

Fonte: Notebook Check

Sobre o Autor

Cearense. 34 anos. Apaixonado por tecnologia e cultura. Trabalho como redator tech desde 2011. Já passei pelos maiores sites do país, como TechTudo e TudoCelular. E hoje cubro este fantástico mundo da tecnologia aqui para o HARDWARE.
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X