Elon Musk pode desistir de comandar o Twitter

Elon Musk pode desistir de comandar o Twitter

Elon Musk vem sendo um nome em foco há alguns meses, desde que assumiu o comando do Twitter e, com isso, começou a tomar algumas atitudes consideradas polêmicas. Tudo isso fez com que a plataforma perdesse grande parte dos seus funcionários e até mesmo passasse por mudanças contraditórias.

Porém, pode ser que o bilionário esteja mesmo disposto a deixar o comando do Twitter depois de todas essas confusões, e tudo começou com uma enquete aberta em sua própria conta.

Leia também:

Elon Musk coloca camas na sede do Twitter para que seus funcionários possam dormir no trabalho
Elon Musk diz que Apple voltou a anunciar no Twitter

Enquete decide saída de Elon Musk do comando da plataforma

Ontem, Elon Musk postou em sua conta do Twitter uma enquete perguntando aos usuários se ele deveria deixar o cargo de chefe do Twitter, e ainda afirmando que acataria a decisão da maioria. A enquete já foi finalizada essa manhã, e a maioria votou no “sim”, para que ele deixasse o Twitter, com 57,5% dos votos enquanto 42,5% votou para que ele não deixasse o comando da plataforma.

Essa não é a primeira vez que o bilionário fala sobre o assunto, já que antes ele disse que estava pensando em deixar o cargo de direção da plataforma já que tem outras empresas que precisam da sua atenção, dando a entender que ela estava tomando mais dessa atenção do que gostaria.

Ele passou esses últimos meses bastante focado em mudar a rede social e trazer seu “toque” a ela, e suas escolhas têm sido bastante polêmicas até o momento. Mas vale lembrar que mesmo que ele deixe o comando do Twiiter, isso significa que ele não será o CEO da plataforma, mas continuará sendo o dono dela. Ou seja, ele ainda terá a voz final do que acontece por lá.

Desde que entrou, Elon demitiu grande parte dos funcionários por motivos como falar mal dele, criou novas regras de trabalho mais hardcore que fez com que muitos outros se demitissem e até mesmo colocou camas para que os funcionários dormissem no trabalho e não perdessem tempo em casa.

Além disso, as próprias mudanças na plataforma foram alvos de críticas, principalmente o novo selo de verificação azul, que pode ser dado a qualquer pessoa que pague pelo plano Twitter Blue e não apenas para contas verificadas pela plataforma.

Por enquanto ele ainda não se pronunciou sobre seu papel de CEO no Twitter, porém fez uma postagem logo depois da enquete com os dizeres “Como diz o ditado, cuidado com o que deseja, você pode conseguir”.

Nova polêmica do Twitter foi barrar links para outras redes

Recentemente uma nova polêmica envolvendo o Twitter foi a aplicação de uma política que tornava proibida a postagem de links para outras redes sociais. Ou seja, quem postasse seus links para outras plataformas como Facebook, Instagram, Mastodon e mais, corria o risco de ter a sua conta suspensa.

A mudança chegou até mesmo a ser colocada nas Violações das Políticas do serviço, porém muitos criadores de conteúdo começaram a reclamar, apontando que essa era uma decisão muito controversa já que o próprio Elon Musk sempre falou que seu objetivo era trazer mais liberdade de expressão para o Twitter.

https://twitter.com/umlucasmota/status/1604555525202509834?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1604555525202509834%7Ctwgr%5E6eebbb7a17a2414b25709170a2a5c05361e5063b%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fcanaltech.com.br%2Fredes-sociais%2Ftwitter-suspende-politica-que-proibia-links-para-outras-plataformas-233390%2F

Com isso, em menos de 24 horas, eles acabaram desistindo dessa mudança e da nova política, voltando a permitir as postagens com links. O post original que indicava a mudança foi apagado e o site não está mais disponível com as novas políticas. Por enquanto ainda não houve nenhuma manifestação do Twitter, porém o perfil Twitter Safety abriu uma enquete sobre o assunto.

Nela, eles perguntam se os usuários acham que deveria ter uma “política que impeça a criação ou o uso de contas com o objetivo principal de anunciar outras plataformas de mídia social”.

Elon Musk

A enquete ainda está acontecendo e acabará apenas as 23hrs do Horário de Brasília desta segunda feira, mas no momento o “não” está vencendo com 86,9% dos votos. Ainda não se sabe se o resultado da pesquisa vai ser mesmo definitivo ou se é apenas uma pesquisa de opinião, mas como a diferença está tão grande, é possível que eles levem em consideração para não voltar com essa ideia.

Fonte: Twitter

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X