Sony é condenada a restituir o valor de certas loot boxes de FIFA

#notícias

Loot boxes são um assunto muito discutido entre os jogadores, com a grande maioria sendo contra a prática de compra de itens aleatórios. 

Parece que alguns governos também não são muito a favor e agora acabou sobrando para a PlayStation.

A franquia FIFA da EA passou por diversas investigações nos últimos anos, sendo acusada pelos governos Europeus de incentivar os jogos de azar ilegais com suas práticas de vender pacotes de cartas no Ultimate Team.

Após a Bélgica afirmar que os pacotes de cartas de FIFA eram jogos de azar e deveriam ser proibidos, nenhuma apelação foi feita quanto a decisão.

E agora foi decretado que a Sony terá que pagar uma quantia inicial de € 336 euros, cerca de R$ 1.804 reais, com possíveis centenas de outros clientes com planos de entrar com uma ação no futuro também.

Para o governo da Bélgica , cabe a Sony restituir esse dinheiro aos jogadores, ao invés da própria EA, pois o sistema de pagamento usado e a plataforma de compra do FIFA foram todos da PlayStation, através da loja digital PS Store.

Com o governo tendo aberto essa brecha para a PlayStation poder ser processada pelas vendas dos pacotes de cartas do FIFA, isso significa que podemos acabar vendo a mesma ação no futuro sendo movida contra Xbox, Nintendo e Valve pela vendas no Ultimate Team em suas respectivas plataformas.

O grande problema surgiu pois os pacotes comprados no Ultimate Team do FIFA dão jogadores aleatórios, o que significa que os usuários nem sempre terão algo de uso. 

Para o governo, isso funciona da mesma forma que jogos de azar em cassinos, os quais são ilegais.

Curtiu? Compartilhe com seus amigos :)