Mais de 60% dos brasileiros gostariam de ter um carro elétrico, revela pesquisa

#notícia

A Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) fez uma pesquisa com mais de 100 mil pessoas no mês passado e descobriu que 62% dos entrevistados têm interesse em comprar um carro elétrico.

A margem de erro da pesquisa, segundo a própria ABVE, é de 5 pontos percentuais.

A pesquisa foi encomendada pelo Itaú Unibanco e divulgada na última sexta-feira. Sendo assim, quase dois a cada três brasileiros têm, no mínimo, interesse em possuir um veículo elétrico.

E a tendência é que a presença dos carros elétricos nas estradas brasileiras aumente cada vez mais. Só em janeiro, por exemplo, cerca de 2.500 carros elétricos foram emplacados no país.

Isso representa uma alta de 93% em relação ao mesmo período do ano anterior. Mesmo assim, a frota de veículos elétricos no país ainda é pequena, cerca de 80 mil carros movidos a eletricidade.

O que ainda está impedindo a popularização maior desse tipo de veículo ainda são os preços. Os carros elétricos e híbridos custam cerca de R$ 150 mil. 

E esse é um valor bem alto para a maioria dos brasileiros.

Mesmo assim, os carros híbridos e elétricos continuam ganhando espaço. Em janeiro foram vendidos 2.190 carros híbridos e 368 unidades de carros totalmente elétricos.

Os carros do tipo Flex, por sua vez, viram as vendas recuarem de 138,3 mil para 94,9 mil em janeiro de 2022.

Quanto à participação de mercado, os veículos elétricos e híbridos ainda ficam com uma fatia bem pequena. Em janeiro de 2022 eles registraram 2,2% de participação no mercado.

Em janeiro de 2021 essa porcentagem era de 1,8%. E em 2020 era de apenas 1%. Ou seja, aos poucos eles vão se popularizando.

Mas ainda vai demorar alguns anos para que os carros elétricos sejam maioria nas estradas brasileiras. Nessa mesma pesquisa da ABVE, 79% dos entrevistados disseram que planejam comprar um veículo usado.

Isso significa que menos carros novos sairão das concessionárias, o que acaba impactando no preço dos mesmos, que continuará aumentando.