Ativando o modem YisoS893v no Fedora

Com o aumento da procura pelo acesso à internet por meio da tecnologia 3G, isto é, via celular, as soluções tendem a aumentar sua abrangência. No entanto, as empresas de telefonia se limitam a fornecer soluções para Windows e de vez em quando para Mac. Para o Linux é sempre o mesmo tipo de resposta, “esse Sistema Operacional não é suportado”.

Provavelmente existem algumas questões logísticas que dificultam esse processo, como achar drivers adequados para Linux de determinados dispositivos; quem sabe treinar o pessoal do atendimento para questões que seriam triviais para qualquer usuário linux, mas que para os robóticos atendentes seriam quase como grego, como, por exemplo, fazer o serviço iniciar no boot ou até mesmo criar um atalho na área de trabalho, podem parecer um pesadêlo.

Já postei em meu blog (1, 2) sobre as dificuldades que enfrentei para poder desfrutar do simples prazer de ter internet em minha casa até que finalmente resolvi o meu problema, como postei aqui. Como pode ser visto no post em que a novela parece ter acabado, o último dos 3 links, tive que fazer uma escolha entre os serviços prestados pelas principais operadoras de telefonia disponíveis. Mas para que outros usuários não tenham que passar pelo mesmo problema, ao invés de apenas comentar o assunto vou dizer como resolvi o problema, em detalhes (técnicos dessa vez, me desculpem os leitores leigos ou que não se interessam por isso, mas é necessário para compartilhar a informação).

O que achei mais estranho na falta de informação da operadora sobre a instalação desse modem no Linux é que a própria fabricante tem um manual de instalação em Linux em português do Brasil, que você pode conferir aqui. Não resolveria os problemas de todos, mas se não buscar na internet a única informação que é passada é que ele “não funciona” com Linux. Além de mentira é desinformação, diga que não dá suporte, mas dizer que não funciona além de ser má vontade fica feio. Quando fui às operadoras me diziam que bastava levar o notebook que já sairia de lá com ele funcionando, daí eu respondia que usava Linux e sempre a resposta era de que não funcionava. Perguntava o modelo do aparelho e as configurações para efetuar a conexão, o restante faria sozinho, o que nas 3 principais que visitei funcionaria, como pude constatar.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X