Como escrever textos perfeitos no BrOffice.org

Por: Julio Cesar Bessa Monqueiro

Quem não gosta de escrever textos perfeitos? Não há coisa melhor do que você pegar aquele texto todo bonitinho, com todas as palavras digitadas perfeitamente, tanto na ortografia como na gramática, não é verdade? Só que, para acontecer tal leitura, é necessário primeiro que alguém escreva.

Nos dias atuais ter uma boa escrita é ainda mais importante, afinal a qualificação na sociedade evolui de forma ascendente, e o domínio do idioma nativo é mais que básico para se obter um bom emprego, um progresso maior no ambiente acadêmico, e até um melhor status social. E hoje, a forma mais comum de se escrever é usando o nosso já velho e amigo teclado – juntamente com um computador. Por usa vez, um computador sem uma boa suíte de escritórios não vai te auxiliar nesta empreitada. Entendeu onde quero chegar?

Sem dúvida, o OpenOffice é uma excelente e fabulosa suíte de escritório, que é disponibilizada gratuitamente e possui desenvolvimento aberto. Por isso também é recheada de extensões e complementos que permitem à ela se encaixar ao gosto de freguês – auxiliando de forma surpreendente na digitação de textos.

Quanto mais próximo do usuário, mais eficaz será o aplicativo, ou no caso a suíte de escritório. Justamente visando melhorar a vida do brasileiro, foi criado o maravilhoso e insubstituível projeto BrOffice.org, que trabalha em modificar alguns recursos do OpenOffice original, e adaptá-los ao dia-a-dia do brasileiro. Não obstante, o projeto BrOffice.org carrega junto com ele diversos outros, entre eles os que citarei neste artigo: Vero, DicSin, dentre outros.

Escrever textos perfeitos é mais que uma necessidade, é uma questão de sobrevivência. E, com essas dicas que darei agora, isso será muito, muito mais fácil. Eu particularmente confesso que não só comecei a escrever melhor, mas aprendi muito também usando essas ferramentas, de forma que quando preciso escrever algo via manuscritos, ou digitar em algum outro dispositivo (como um smartphone), consigo aplicar a maioria das dicas que aprendi escrevendo no BrOffice.org. E, de quebra, aprendo como escrever seguindo o novo Acordo Ortográfico de 1990 em conformidade com as novas orientações da ABL.

Através deste artigo, você verá como auto-corrigir erros de digitação, como os velhos vícios do Internetês e “termos compostos serão convertidos para a nova ortografia”; ter dicionários de sinônimos e temáticos; fazer verificações (também no Firefox e Thunderbid) e correções ortográficas e gramaticais; hifenizar automaticamente; dentre outros. Mas nunca, nunca se esqueça: a melhor maneira de se aprender a escrever é o antigo método: ler muito!

Neste tutorial, eu foco somente no BrOffice.org 3.1. Se você usa a versão 2.X, ou o OpenOffice convencional, sugiro fortemente a instalação da última versão da suíte brasileira, embora este tutorial também possa ser aplicado à essas versões. Usuários de Linux podem procurar nos repositórios oficiais de suas distribuições o pacote broffice.org. No Debian Lenny, isso pode ser feito da seguinte maneira:

Basta adicionar a seguinte linha ao /etc/apt/sources.list:

deb http://www.backports.org/debian lenny-backports main contrib non-free

E depois de rodar um “apt-get update”, executar o comando (certifique-se de ter o aptitude instalado – com o apt-get não dá certo)

# aptitude -t lenny-backports install broffice.org openoffice.org

Aceite a primeira solução que o aptitude der, sem medo. E dentro de instantes, você terá o BrOffice.org 3.1 instalado sem problemas em seu Debian Lenny 🙂

Para usuários de Windows e outros sistemas, e até de distribuições que não ofereçam o BrOffice.org em sua última versão nos repositórios, o download pode ser feito em:

http://broffice.org/download

Então, mãos à obra!

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário