Usando joysticks

Por:
Existem basicamente três tipos de joysticks para PC em uso: Os antigos joysticks analógicos, ligados na saída da placa de som, joysticks USB e joysticks artesanais (controles de Playstation ou Super Nes, adaptados para serem ligados na porta paralela do micro).

A tendência é que os joysticks USB caiam de preço cada vez mais, se popularizem e eliminem definitivamente os analógicos. Eles possuem algumas vantagens importantes: são mais precisos, não precisam ser calibrados e não degradam o desempenho da máquina ao serem usados.

Por outro lado, os joysticks ligados na placa de som estão se tornando incrivelmente baratos (já cheguei a ver lojas vendendo joysticks por 5 reais!), por isso continuam sendo bastante usados, apesar da inferioridade técnica.

Entre os três tipos, os joysticks USB são também os que funcionam melhor no Linux. O joystick é detectado ao ser plugado na porta USB, graças ao udev, que fica ativo por padrão no Kurumin e na grande maioria das distribuições atuais.

Se estiver curioso, rode o comando “dmesg” logo depois de plugar o joystick e você verá uma entrada como esta, avisando da sua detecção:

usb 1-2: new low speed USB device using address 6
input: USB HID v1.10 Joystick [Logitech WingMan Precision USB] on usb-0000:00:1d.0-2

No caso dos joysticks analógicos, não existe detecção automática, é preciso carregar o módulo que ativa o suporte ao joystick para que ele seja visto pelo sistema. No Kurumin você encontra um script que testa os módulos disponíveis até carregar o correto no menu “Jogos > Joystick > Habilitar joystick analógico ligado na placa de som”.
tec_html_42991e3f
Você pode checar o joystick na seção “Periféricos > Joystick” do Centro de Controle do KDE. Ele inclui uma opção para calibrar o joystick, que só é necessária em joysticks analógicos.
tec_html_mdde5521
A maioria dos games inclui suporte a joysticks. Se o joystick funciona no módulo do painel de controle, ele também funcionará nos programas.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X