Outros comandos

Salvo algumas exceções, estarei deixando a descrição do comando fornecida pelo próprio Windows, normalmente ao chamá-lo com /?, e uma ampliada na explicação de alguns.

  • assoc : Exibe ou modifica associações com extensões de arquivos. Chame-o com /? para ver as opções. Chamá-lo apenas com a extensão, permite remover a associação: assoc .txt, para remover a associação aos arquivos .txt. Isso pode ser feito no registro, na chave HKEY_CLASSES_ROOT, mas é mais rápido pelo prompt de comando, por exemplo, para remover associações indesejadas.

  • ftype : Exibe ou modifica tipos de arquivos usados nas associações de extensão de arquivo. Definido um tipo, você pode usar o assoc para associar uma extensão a ele. Esse comando sem o assoc não vale para criar novas associações, e vice-versa.

  • attrib : Permite alterar ou exibir os atributos dos arquivos. Muito útil para remover um atributo, especialmente de arquivos ocultos ou de sistema que você não esteja conseguindo apagar. Chamá-lo sem parâmetros exibe os atributos dos arquivos na pasta atual, que são identificados por letras (conforme já comentado: S = Sistema, H = Oculto, R = Somente Leitura, etc). Para remover um atributo, chame-o assim: attrib [-ATRIBUTO] arquivo Por exemplo, para remover o atributo somente leitura e de sistema, ficaria: attrib -h -s C:boot.ini. Para adicionar um atributo, use + em vez de -.

  • cacls : Exibe ou modifica as listas de controle de acesso (ACLs) de arquivos. São as “permissões” dos arquivos, em partições NTFS. Via shell, elas podem ser exibidas e alteradas na guia “Segurança” das propriedades dos arquivos, pastas e volumes. Aproveitando, vale lembrar… No Windows XP, a guia “Segurança” não é exibida por padrão nas propriedades dos arquivos, visto que ele foi um NT “domesticado“, mesmo na versão profissional. Para que ela apareça (essa guia), desmarque o item “Usar compartilhamento simples de arquivo” na aba “Modos de exibição” das opções de pasta.

  • chcp : Exibe ou define o número da página de código ativa.

  • comp : Compara o conteúdo de dois arquivos ou conjuntos de arquivos. Chame-o passando os nomes dos dois arquivos como parâmetros.

  • compact : Exibe informações dos arquivos compactados (em partições NTFS) na pasta atual. Chame-o com /? para mais informações; ele permite também compactar e descompactar os arquivos.

  • convert : Permite converter partições FAT/FAT32 em NTFS. O caminho de volta é irreversível, só se reformatar a partição. Chame-o basicamente assim: convert X: /fs:ntfs. Por padrão, os arquivos existentes serão atribuídos aos administradores, e usuários limitados não terão direitos completos sobre todos eles. Chamando-o com /NoSecurity, ele configura as permissões para todos os usuários – visto que no FAT não há controle de acesso, ao passar para NTFS, a alguém deverão ser atribuídos os arquivos existentes 😉

  • diskcomp : Compara o conteúdo de dois disquetes (quem vai usar isso hoje?).

  • diskcopy : Copia o conteúdo de disquetes.

  • exit : Sai do prompt de comando, ou do programa aberto no prompt. Em alguns programas pode ser quit.

  • fc : Compara dois arquivos ou conjuntos de arquivos e exibe as diferenças entre eles.

  • find : Localiza uma seqüência de texto em um ou mais arquivos.

  • findstr : Procura seqüências de caracteres em arquivos. É diferente do find, chame-os com /? para ver.

  • graftabl : Permite ao Windows exibir caracteres estendidos no modo gráfico.

  • hostname : Permite alterar o nome do computador. Via shell, isso é feito na aba “Nome do computador“, nas propriedades do “Meu computador“.

  • ipconfig : Exibe informações das configurações IP, mostrando o endereço IP, gateway e máscara de sub-rede para cada placa de rede:

Prompt do Windows rodando o 'ifconfig'

  • mode : Configura os dispositivos de sistema. Útil para dispositivos seriais antigos, ou mesmo novos que usem conexão serial e que precisem de ajustes adicionais.

  • more : Exibe a saída do prompt, fazendo pausa a cada tela, útil para textos longos que rolam a tela sem que você consiga ler. Mas não se esqueça da barra de rolagem, às vezes pode ser melhor deixar a saída aparecer por completo e depois rolar a tela para cima.

  • path : Exibe ou define um caminho de pesquisa para arquivos executáveis (ou outros dependentes, como dlls, arquivos OCX compartilhados, etc). Via shell, os caminhos podem ser alterados pelo botão “Variáveis de ambiente“, da aba “Avançado” da tela das propriedades do “Meu Computador“. No NT, esses caminhos estão no registro, na chave “Path” da “HKEY_CURRENT_USER > Environment“, para o usuário atual, e “HKEY_LOCAL_MACIHNE > Environment“, para todos os usuários.

  • ping : Dispara contra um computador ou host e espera receber dados, usado para ver se a conexão está ativa, entre outras informações. Chame-o com /?, existem vários parâmetros.

  • replace : Substitui arquivos. Use com cuidado, leia atentamente as instruções dando o parâmetro /?.

  • set : Exibe ou define, e permite remover as variáveis de ambiente do Windows. Veja o comentário do parâmetro path, mais acima, sobre a localização delas.

  • sort : Esse é interessante, permite ordenar linhas em arquivos. Seu uso é bem detalhado, chame-o com /? para entendê-lo.

  • start : Abre uma nova janela do prompt. Chame-o passando um comando como parâmetro, para que seja aberto um novo prompt com o programa já em execução, sem interromper o atual.

  • subst : Associa um caminho a uma letra de unidade. Isso permite criar “atalhos” para pastas, na forma de letras, que aparecerão no “Meu computador“. Por exemplo, subst Z: \servidorpasta1 permite mapear a unidade. Você pode fazer também com pastas locais, como subst X: C:coisasx.

  • tree : Exibe de forma gráfica e hierárquica a estrutura de pastas de uma unidade ou caminho. Pode ser bem interessante, veja:

Prompt do Windows rodando o 'tree'

  • type : Exibe o conteúdo de um ou mais arquivos de texto, basicamente para lê-lo.

  • ver : Mostra a versão de Windows. Para informações mais detalhadas (como o tipo de versão, Server, Home, Professional, Business, Enterprise, etc) prefira o comando gráfico, winver, que mostra a mesma tela “Sobre o Windows” acessível também pelo menu “Ajuda > Sobre…” das janelas de pasta do Explorer.

  • verify : Faz com que o interpretador de comandos verifique ou não se seus arquivos foram gravados corretamente no disco. Ative ou desative a verificação passando como parâmetro, respectivamente, on e off.

  • vol : Exibe o nome e o número de série do disco, caso existam.

  • typeperf : Grava dados de desempenho na janela de comando ou em um arquivo de log. Para interromper, pressione CTRL+C.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X