Lidando com strings

Vamos construir um gerenciador de conteúdos? Podemos dividir o trabalho de um gerenciador de conteúdos em duas partes principais: uma delas consiste no “gerenciamento” propriamente dito, que inclui organizar os conteúdos fornecidos pelo usuário e recuperá-los posteriormente. A segunda tarefa será construir um documento a partir do conteúdo selecionado e um modelo. É claro que isto é uma simplificação extremamente grosseira! Mas, enquanto não temos nada ainda, vamos começar de algo simples, e isto já é suficiente para nos orientar, afinal, teremos que começar por algum lugar!

Destarte teremos que lidar com conteúdos, que são principalmente textos fornecidos pelo usuário, e modelos, que talvez também sejam editados pelo usuário. Tanto um quanto outro são, para nosso software, “strings” – uma série de caracteres “encadeados”. E, para construir um documento, precisaremos submeter conteúdo e modelo a alguns processos.

Antes de nos preocupar em como estes processos estarão funcionando dentro de um todo, vou apresentá-los aqui separadamente. Não se preocupe, pois tornaremos a falar sobre eles quando precisarmos incluir estas funcionalidades no nosso sistema.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X