Configurando a atualização automática do IP: Linux

Se você possui Linux, não há nenhum programa prontinho da OpenDNS, vamos fazer uma configuração “na raça”. Para isso, vamos usar o DDClient, um programinha disponível na grande maioria das distribuições Linux, que faz o serviço sujo de atualizar o endereço IP junto ao serviço. Mas antes, vamos instalar alguns programinhas que encriptam a senha ao enviar. Abre o terminal de sua preferência, e faça o login como superusuário:

$ su
[senha]

E rode, no Debian, Ubuntu e derivados:

# apt-get install ssh libio-socket-ssl-perl

No Fedora:

# yum install openssh perl-io-socket-ssl

No Mandriva:

# urpmi sshd perl-io-socket-ssl

Agora vamos fazer a instalação do DDClient, no Debian, Ubuntu e derivados:

# apt-get install ddclient

No Fedora:

# yum install ddclient

No Mandriva:

# urpmi ddclient

A instalação vai lhe fazer alguns questionamentos, conforme a seguir. Coloco somente uma sequência de telas, porque todas estas configurações nós vamos refazer daqui a pouco.

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

Terminada a instalação, vamos partir para a configuração. Saia do modo root, dando um comando “exit“, sem aspas. A partir daqui, use o editor de sua preferência; se você não sabe qual é, aqui vai uma dica: no Gnome, o padrão é o gedit; no KDE, o kedit; já no XFCE, o mousepad. Vamos abrir agora o arquivo de configuração do DDClient, rodando no terminal:

$ sudo kedit /etc/ddclient.conf

Apague todo o conteúdo do arquivo, e copie e cole o conteúdo a seguir. Não se esqueça de colocar o usuário e a senha da sua conta no OpenDNS:

##
## OpenDNS.com account-configuration
##

daemon=300
syslog=yes
mail=root
mail-failure=root
pid=/var/run/ddclient.pid
ssl=yes
use=web, web=myip.dnsomatic.com
protocol=dyndns2
server=updates.opendns.com
login=USUÁRIO
password=SENHA
NOME DA REDE CADASTRADA

Salve o arquivo, e saia do editor. Veja que, enquanto na maioria dos tutoriais por aí é usado o “whatsmyip.org“, aqui uso o serviço de checagem de número IP público do dynDNS. De uns tempos para cá, o Whatsmyip.org está muito instável, e alterou a página que antigamente era exibida. Será muito mais garantido e prático usar o serviço de checagem do dynDNS neste caso. Esta linha faz o mesmo que entrar no site http://checkip.dyndns.com/ e ir “aparando”, só deixando seu número IP.

Veja também que a linha daemon=300 permite com que o DDClient atualize seu IP no OpenDNS a cada 300 segundos, ou 5 minutos, automaticamente, e a linha ssl=yes permite o envio da senha criptografada, já que sem isto a sua senha é enviada como texto, podendo ser facilmente exposta aos hackers.

Para ter certeza que o DDClient está rodando como daemon, abra o arquivo /etc/default/ddclient, com um:

$ sudo kedit /etc/default/ddclient

Verifique se as linhas run_daemon e daemon_interval estão desta maneira:

# /etc/default/ddclient

# Set to “true” if ddclient should be run every time a new ppp connection is
# established. This might be useful, if you are using dial-on-demand
run_ipup=”false”

# Set to “true” if ddclient should run in daemon mode
run_daemon=”true”

# Set the time interval between the updates of the dynamic DNS name in seconds.
# This option only takes effect if the ddclient runs in daemon mode.
daemon_interval=”300″

Você poderá deixar o run_ipup com o valor “true”, se caso tenha uma conexão PPP e queira deixar programado para, cada vez que a conexão for iniciada, o DDClient já ser acionado. Salve o arquivo e feche o editor.

Por último, rode:

$ sudo /etc/init.d/ddclient restart

Isso permitirá ao DDClient já entrar na ativa. Ele será inicializado automaticamente a cada boot do sistema, e atualizará seu número IP para o OpenDNS a cada 5 minutos. Com esse ponto você não precisa mais se preocupar.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X