Criando o adaptador de rede virtual

Provavelmente você vai querer acessar a internet na máquina virtual. Antes de criá-la é necessário criar uma placa de rede virtual, que naturalmente pode apontar para a sua física. No Gerenciador do Hyper-V, clique em Ação > Gerenciador de Comutador Virtual.

Gerenciador de comutator virtual

Uma pequena observação é que o seu PC deve estar selecionado na lista à esquerda (W8SSD, no meu caso), caso contrário o menu Ação não irá exibir os itens que deveria. É dessa forma pois ele permite se conectar a máquinas remotas por esta mesma interface. Os itens do menu Ação mudam ao selecionar outro objeto. Quem usa os consoles de gerenciamento do Windows 2000 para cima já deve estar acostumado com esta interface, de qualquer forma vale avisar já que usuários comuns provavelmente ficariam perdidos.

Ao clicar no menu do Gerenciador de Comutador Virtual, clique em Criar Comutador Virtual (escolhendo Externo mesmo aqui deu certo para a VM; para o propósito deste artigo, não irei me aprofundar nos vários tipos ali listados).

Criar comutator virtual

Dê um nome qualquer e deixe as opções default mesmo. Clique no OK.

Criar comutator virtual

Ele mostrará um aviso falando que as conexões de rede podem ser perdidas (algo parecido ocorre na instalação do VirtualBox), já que ele irá instalar um novo adaptador virtual no sistema host. Se você estiver fazendo algum download importante ou algo que não possa ser interrompido na internet, aguarde a conclusão antes de clicar no Sim:

Aviso de queda na conexão

Isso deve ser feito uma vez só para cada adaptador real que for utilizado na configuração padrão, depois basta associar o adaptador virtual às máquinas virtuais.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X