blank blank

Gravando CDs de músicas no K3b

Se você já tem aqueles modernos aparelhos que tocam MP3, basta seguir as dicas de “Gravando CDs de músicas do K3b” e não terá problemas. Nos casos que já vi os modernos aparelhos que tocam MP3 aceitam até pastas para estes arquivos (MP3), mas desde que estas não contenham acentos e nem o “Ç”. Bom, como já disse, pelo menos nas minhas experiências por aqui. Agora, se você não é tão afortunado quanto eu e tem aqueles tocadores de CDs “normais”, basta seguir as dicas abaixo e você conseguirá “queimar” um CD para pode ouvir. Já, se você tem um aparelho que toca MP3 e quer aproveitar essa “mamata” de adicionar mais de uma centena de músicas em um único CD, basta seguir o tutorial anterior “Gravando CDs de dados através do K3b”, que você poderá ouvir todas essa músicas no seu aparelho de MP3.

Antes de mais nada, devo informar que a quantidade máxima em minutos que um CD suporta é 80 minutos, isto com os CDs de 700 MB. Essa quantidade já vem especificada na embalagem dos mesmos. Se você ainda tem aqueles CDs de 650 MB, estes suportarão em torno de 74 minutos, se não estou enganado. Preste muita atenção neste detalhe antes de “queimar” o seu CD. Ele é muito importante.

Depois de aberto o K3b, conforme expliquei acima, basta clicar no ícone em vermelho na tela abaixo para abrir a GUI (interface) para iniciarmos o “Novo Projeto de CD de Áudio”:

14

Após clicar em “Novo Projeto de CD de Áudio“, a tela abaixo é a que aparecerá e, agora iniciaremos o processo de adição das músicas. Por motivos legais renomeei algumas músicas no formato mp3 para um nome fictício, já que a intenção aqui é puramente didática.

Você poderá também, por praticidade, arrastar uma pasta inteira, que contenha os arquivos mp3 para a parte abaixo desta tela que o K3b aceita sem problemas. Não precisa ser música por música, ou melhor, arquivo por arquivo. Arrastar a pasta também é válido.

Eu menciono neste exemplo, a questão dos arquivos mp3, mas o K3b suporta outros tipos também.

15

Após arrastar todos os arquivos mp3 que desejar, aparecerá a tela abaixo. Nela você poderá ter uma noção exata do tempo e de qual música deva ser a primeira do CD e assim sucessivamente. Essa ordem é você quem escolhe. Para tanto basta clicar sobre a música selecionada e arrastá-la para cima ou para baixo, definindo sua seqüência no CD, se primeira, se segunda, se terceira a ser tocada e assim sucessivamente.

16

Note também na tela acima todas as especificações que fiz. Elas servem para nos auxiliar no processo de gravação de CDs de músicas.

Após deixar tudo conforme você quiser, isto é, quantidade de músicas e ordem na seqüência das mesmas, basta mandar “queimar” o seu CD clicando, como já mostramos anteriormente, em Burn, no canto inferior direito do programa.

Após ter feito isso, você poderá “Normalizar” o volume de todas as músicas. Normalizar significa deixar todas as músicas com o mesmo nível de som, fazendo com que todas as músicas sejam ouvidas na mesma “altura”. Para tanto, desmarque a opção “On the fly” conforme é mostrada na tela abaixo. Repare também nas marcas vermelhas da tela abaixo. Elas são úteis para que a sua gravação obtenha êxito e você possa tirar o máximo de proveito do K3b, esse excelente gravador de CDs.

17

Após selecionar o que interessa nessa tela acima, vamos para a segunda aba para podermos configurar o que se precisa. Essa tela abaixo corresponde “mais ou menos” ao preenchimento das tags do CD. Adicionando o que se pede nos campos da tela abaixo e utilizando aparelhos de som mais modernos, é possível visualizar o que foi inserido, por exemplo: o título, o nome do cantor e os outros dados mais.

18

Nesta próxima tela se você quiser que suas músicas tenham o mesmo nível de altura, marque a opção “Normalizar níveis de volume” e pronto. Lembrando que, através deste processo você demorará quase que o dobro de tempo para gravar um CD, pois este gasta tempo normalizando seus mp3. Em minhas experiências, um CD com 80 minutos (ou quase perto disso), a uma velocidade de 8x (não uso mais do que isso) demora cerca de 20 minutos para ser gravado, tempo este que é compensado pela qualidade e pela aceitação em todos os aparelhos de som que já testei, sendo que nunca foi recusado por nenhum destes. Uma dica que útil para gravação é sempre comprar mídias (CDs) de boa procedência, evitando comprar CDs muito baratos, valendo-se posteriormente do ditado “O barato sai caro” 😉

19

Após mandar “queimar” seu CD você deverá ter paciência e esperar até que o seu CD seja ejetado, isto com as configurações normais.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário