Dicas

Total: 74 dicas

Configurando rapidamente uma rede entre dois micros
Configurar redes já foi complicado. Hoje em dia, o grande desafio não é configurar uma rede, mas fazer isso rápido, a fim de transferir alguns arquivos, jogar uma partida de Warcraft 3, compartilhar temporariamente a conexão do seu amigo com o seu notebook e assim por diante. Esta dica mostra como configurar uma rede rapidamente, usando um cabo cross-over, ou criando uma rede ad-hoc.

Como colocar legendas em vídeos
Legendar vídeos e filmes é uma situação útil em diversos aspectos. Além de ser aplicado em traduções diversas, pode ajudar na legenda de filmes no mesmo idioma da fala, seja para quem prefere ler na tela, ou para deficientes auditivos. Há várias ferramentas para legendar vídeos. Muitas são pagas, mas há soluções gratuitas de qualidade. Vou mostrar um passo a passo de como legendar vídeos usando o DivXLand Media Subtitler e o VirtualDub. O primeiro permite criar a legenda, e o segundo, integrá-la ao vídeo.

Dual-SIM: Usando dois chips no mesmo aparelho
Seja qual for a operadora de celular que você utiliza, uma coisa é fato: você quase sempre paga mais caro ao ligar para números de outras operadoras, com poucas opções de promoções. Para muitos, a solução para pagar menos é simplesmente ter chips de duas operadoras, usando um ou outro conforme o número para o qual for discar. Os adaptadores dual-SIM oferecem uma solução para o problema, permitindo usar dois chips no mesmo aparelho.

OpenDNS, o DNS aberto
O OpenDNS é serviço de DNS “aberto”, que pode ser usado em substituição aos endereços DNS do provedor, resolvendo assim problemas de acesso causados por eles.

Klavaro, um programa-curso de digitação para Linux e Windows
Atualmente a maioria dos trabalhos são feitos num computador, e o instrumento de interface homem-computador que requer mais prática nesse caso é o teclado. Após uma procura na Internet, o Klavaro se mostrou uma solução simples e eficiente para a aprendizagem de uma digitação rápida e completa multi-plataforma, ou seja, funciona tanto no Windows quanto Linux. Vamos aqui saber mais sobre ele, como instalar e utilizar.

Usando o Nmap
O Nmap é um portscan de uso geral, que pode ser usado, sempre que você precisar verificar rapidamente as portas abertas em determinado host, seja na sua rede local, seja na Internet. Ele permite detectar rapidamente portas abertas e outras informações sobre hosts da rede ou da internet.

­Primeiras impressões do Asus Eee PC 900
O Eee PC não é apenas uma maneira excelente de promover o Linux para as massas, mas é também um ótimo equipamento para se ter em casa. Pesando menos de 1 Kg e com uma rede sem fio, o laptop pode ser levado facilmente para qualquer lugar ao alcance do roteador wireless para navegar pela internet, exibir umas fotos e até trabalhar um pouco editando documentos no OpenOffice. Um de nossos visitantes usou o Eee para falar com um parente em um país distante, enquanto outro acha o Eee excelente para se manter atualizado dos acontecimentos em seu país de origem, ouvindo uma rádio pela internet. Apesar do baixo custo e das dimensões reduzidas, o Eee PC é incrivelmente flexível e completo ao ponto de servir facilmente como reserva de um laptop mais encorpado em viagens.
Instalando e utilizando o Mercury Messenger
Um dos principais dilemas de quem usa Windows, e depois por algum motivo migra para o Linux, especialemente entre os mais jovens, é a utilização do protocolo de mensagens instantâneas mais usado no Brasil: o MSN. Vamos aqui ensiná-lo a instalar e utilizar o Mercury Messenger, excelente mensageiro instantâneo escrito em Java voltado para este protocolo, usufruindo de todos os recursos que desejaria ter no Linux, Mac OS X ou mesmo em um cliente alternativo no Windows.

Serviços de DNS Dinâmico
O grande obstáculo para rodar servidores ou programas de acesso remoto em uma conexão com IP dinâmico é justamente o fato de que o endereço muda constantemente. A solução para quem acessa via ADSL ou cabo e quer disponibilizar servidores ou poder acessar seu micro remotamente é usar um serviço de DNS dinâmico. Eles são simples de usar e gratuitos.

Usando o Google Talk no Linux
O Google Talk é um programa de mensagens instantâneas que vem se popularizando entre os usuários da Internet, principalmente aqueles que participam do Orkut. Mas não há um cliente oficial para o GNU/Linux. O que poucos sabem é que na verdade o Google Talk é um servidor Jabber, um protocolo gratuito e opensource de mensagens instantâneas, o que faz do Google Talk compatível com vários dos clientes de mensagem instantânea populares do Linux. Vamos ver, neste artigo, como conectar ao Google Talk em diversos clientes para o Pingüim, inclusive com a utilização do recurso VoIP.

Usando o VMware Server 2.0 beta
Em versões anteriores, o VMware era um produto caro. Com a concorrência de outros produtos, a VMware passou a disponibilizar gratuitamente o VMware Player, seguido do VMware Server. O VMware Server é tão completo e flexível que atende não apenas a quem quer usá-lo em um servidor, mas também aos usuários normais, que querem rodar diversos sistemas operacionais no mesmo micro. Se você já é usuário do VMware Workstion, ou do VMware Player, pode muito bem migrar para ele. A dica de hoje é sobre o VMware Server 2.0, que já está na versão Beta 2. Embora ainda esteja em desenvolvimento, ele já é bastante estável e oferece diversos recursos interessantes.

Dica rápida para salvar DVDs e assistir depois
Essa dica visa solucionar um problema comum: ripar DVD’s alugados que por um motivo ou outro acabaram não sendo assistidos antes do prazo da entrega. Ao invés de instalar diferentes softwares para ripa-lo, você pode resolver o problema facilmente usando um utilitário incluído em todas as distribuições: o dd. Veja como.

VAs, Watts, fator de potência e PFC
Como bem sabemos, o consumo elétrico do PC é medido em watts/hora, que se acumulam ao longo do mês, formando os kilowatts-hora que pagamos na conta de luz. Além do consumo em watts temos também o consumo aparente, medido em VA e o fator de potência, que indica a diferença entre os dois. Como se não bastasse, temos também o PFC, um circuito adicional usado para corrigir a diferença. Se você não sabe explicar a diferença entre watts e VA, e não sabe o qual e a diferença entre uma fonte de alimentação com e sem PFC, esta dica é para você. 🙂

Personalizando o visual do KDE
Esta dica é para aqueles que gostam da parte visual do sistema, as “perfumarias”. O objetivo desta dica é deixar seu Linux com um visual bem escuro, charmoso e diferente, configurando desde o Kplash até o menu do KDE, de maneira muito fácil. Mãos à obra!

Instalando o Kernel do Sidux no Kurumin 7
O Kurumin 7 utiliza por padrão o Kernel 2.6.18.1-kanotix-1, uma versão relativamente antiga, que já apresenta problemas ao rodar em máquinas com hardware mais atual. Atualizar o Kernel permite dar um novo fôlego ao sistema, permitindo que você se beneficie de todas as melhorias e novos drivers incluídos nas versões recentes.

Usando o NFS
Enquanto o Samba permite solucionar sem muita dor de cabeça o desafio de interligar máquinas Linux e Windows na mesma rede, o NFS é uma opção para compartilhar sistemas de arquivos entre máquinas Linux, de uma forma prática e estável. Na verdade, você pode perfeitamente usar o Samba para compartilhar arquivos entre máquinas Linux, mas o NFS não deixa de ser um recurso importante, que você não deve deixar de estudar.

SliTaz Linux 1.0, a menor distro do planeta
Agora temos um novato no pedaço: o SliTaz GNU/Linux 1.0 não é só mais uma distribuição Linux; ela é, na verdade, a menor de todas com vantagem, tendo apenas metade do tamanho do Damn Small Linux. Quando o CD é posto para rodar, a imagem de 25MB se expande para aproximadamente 80MB, então qualquer computador com 128MB de RAM é capaz de carregar o sistema na memória e executar programas com grande velocidade.

Scanners de porta: o que são e para que servem
Scanners são programas de varredura utilizados para detectar vulnerabilidades em sistemas. Em outras palavras, eles procuram por falhas de segurança que podem ser usadas em ataques. Esta dica mostra como utilizá-los para detectar vulnerabilidades em sua rede.

Descobrindo senhas usando o John the Ripp
Muitas vezes temos a impressão que sistemas Linux são totalmente seguros, porém nos esqueçemos que o ponto mais vulnerável do sistema é aquele que fica entre a cadeira e o monitor. Essa dica tem o objetivo de demonstrar que é fácil verificar senhas fracas em seu sistema Linux/ Unix usando o John The Ripper.

O básico para o Debian Lenny no desktop
O Debian é uma distribuição Linux “pura”, desenvolvida por voluntários, sem vínculos empregatícios. É uma das mais estáveis, robustas e testadas. Que tal tudo isso no desktop? O uso do Debian por usuários finais é uma questão muito polêmica, que vem sendo discutida há anos: porque o Debian não é tão fácil de se usar em um desktop? Nesta dica, apresentaremos alguns avanços do Debian Lenny nesse sentido, além de dar várias dicas que deixarão seu Debian “liso” e confortável para um desktop.

EasyBCD, editor do menu de boot do Windows Vista
Visando facilitar a inicialização em alguns tipos de dispositivos diferente de PCs, a MS mudou o sistema de inicialização com o Windows Vista. É usado o BCD, Dados de Configuração de Inicialização. Ele é dito como mais versátil do que o sistema do ntldr (NT Loader), por permitir a inicialização do sistema mesmo em dispositivos que não usam uma BIOS de PC para serem iniciados. Para editar o BCD, há o bcdedit, um utilitário de linha de comando do Windows Vista, mas isso traz alguns problemas: muita gente não é “fã” da linha de comando, sendo assim o bcdedit é visto como “difícil” pela maioria. Para solucionar essa questão, existe um configurador gráfico para o boot do Vista, o EasyBCD, um software freeware suportado pela NeoSmart.

Redes: Entendendo o ICMP
Além do TCP e do UDP, temos o ICMP (Internet Control Message Protocol), um protocolo de controle. Ao contrário do TCP e UDP, o ICMP não é usado para a transmissão de dados, mas nem por isso deixa de desempenhar diversas funções importantes. A mais trivial delas é o ping, que usamos para verificar se uma determinada máquina está online.

Tenha um servidor dedicado por menos de R$ 15 mensais
Ter um servidor dedicado abre diversas portas, o grande problema é o preço. Entretanto, existe uma solução bastante acessível para quem quer ter um servidor dedicado mas não quer pagar o valor de um: ter um VPS. Um VPS se comporta como uma máquina real, de forma que você pode instalar qualquer pacote disponível nos repositórios e tem acesso completo à configuração, com liberdade para fuçar e testar configurações à vontade. Hoje em dia, existem diversas empresas especializadas em oferecer planos de VPS de baixo custo, com planos a partir de US$ 7.95 o que, com a cotação atual do dólar, equivale a menos de R$ 15 mensais.

Aumentando a autonomia do nobreak
Uma das características mais importantes dos nobreaks é a autonomia, ou seja, o tempo que ele pode manter os equipamentos ligados após a queda de energia. A maioria dos nobreaks trabalha com uma autonomia de 15 a 20 minutos com um quarto de carga, mas é possível aumentar bastante este número usando baterias auxiliares: você pode chegar a ter um nobreak com várias horas de autonomia.

Dual WAN routers
Com a queda no custo das conexões, ter duas conexões diferentes de tornou algo comum. A necessidade de combinar as duas conexões, seja como uma forma de backup, seja para somar as velocidades de acesso, deu origem a uma nova classe de dispositivos, os dual wan routers. Conheça mais sobre eles.

Configurando conexão ADSL e discada no Fedora
O ADSL é um dos tipos de conexão mais usados no Brasil, para quem optou pela banda larga. E quem não optou, normalmente utiliza ainda a tradicional conexão discada. E, como parte da migração dos usuários que decidem utilizar o Fedora Linux no seu computador, usar a Internet é algo fundamental. Então, se meu modem não é roteado, como configurar uma conexão ADSL ou discada no meu Fedora? A resposta é simples, e mais: é gráfica. Atualizado para o Fedora 8.

Primeiras impressões: Fedora 9 com KDE 4
Às vezes você não tem vontade de mudar seu computador, seu desktop e seus programas para algo radicalmente diferente? Só por diversão? Pois então você está muito bem acompanhado por este mantenedor do DistroWatch que vos fala. Na semana passada, depois de descobrir uma imagem do DVD de instalação do Fedora 9 que vazou em um dos mirrors do projeto, decidi atualizar meu sistema de produção (uma instalação do Fedora 8). Tal era o meu desejo por um desktop novinho que eu simplesmente inseri o DVD de instalação da edição x86_64 do Fedora 9 e fui em frente com a atualização do sistema. Tudo correu bem e em menos de uma hora fui recebido por um visual totalmente novo no desktop, com o KDE 4.

Usando o ‘Google apps for your domain’
Configurar e manter um servidor de e-mails próprio hoje em dia não é tão simples quanto era há uma ou duas décadas, quando o problema do spam não era tão grave quanto hoje em dia. Além do trabalho de configuração, um servidor de e-mails com um tráfego considerável de mensagens consome doses generosas de banda e também de processamento do servidor. Uma solução é usar o Google apps for your domain, um pacote de serviços oferecido pelo Google que tira o ônus de manter o serviço e combater o spam de seus ombros.

Ubuntu no Asus Eee com o Ubuntu Eee
Substituir o Xandros por outra distribuição no Eee PC nem sempre é uma tarefa simples, sobretudo com relação à instalação dos drivers para a placa wireless e para a placa de rede cabeada e ao ajuste da resolução de tela. A boa notícia é que existem um conjunto de distribuições específicas para o Eee, que oferecem um ambiente já personalizado, com o hardware pré-configurado e otimizações diversas. Uma das mais bem acabadas e o tema da dica de hoje é o Ubuntu Eee, uma remasterização do Ubuntu 8.04 personalizada e otimizada para rodar no Eee 701.

Fazendo backup das bases de dados do MySQL
Uma das grandes dúvidas de qualquer administrador iniciante é como fazer backup das bases de dados do MySQL, já que os dados são gravados e acessados através do servidor MySQL e não diretamente através de arquivos, como no caso dos arquivos referentes aos sites, salvos na pasta “/var/www”, por exemplo. Esta dica ensina como fazer e restaurar os backups de forma manual e através de scripts, usando o mysqldump.

Solaris no Desktop
De todos os sistemas UNIX “de verdade” já criados, o Solaris, da Sun, é provavelmente o mais famoso. Com o rápido avanço do Linux e crescimento da aceitação como uma alternativa mais viável para UNIX, o principal sistema da Sun perdeu mercado – apesar do fato de agora estar disponível gratuitamente e com uma licença aprovada pela FSF. O Solaris encara agora a disputa contra outros sistemas operacionais gratuitos.

Instalando o PGD (IRPF) e ReceitaNet no Linux
O ano de 2007 com certeza registrou um grande aumento no número de usuários de Linux no Brasil. Com isso, muitos iniciantes neste mundo acabaram se achando “perdidos” quando, agora em março, terão de fazer suas declarações anuais de imposto de renda. Aprenda a instalar os programas de Receita Federal sem complicações na sua distribuição.

Primeiras impressões do FreeBSD 7.0
Quando o FreeBSD 7.0 finalmente foi lançado na semana passada, eu decidi fazer uma nova tentativa em instalá-lo e configurar o FreeBSD para o desktop. Será que ele melhorou? Será que eu conseguiria configurar o FreeBSD de hoje em um sistema desktop sem gastar horas e horas de pesquisa e configurações em linha de comando? Veremos isto nesta dica.

Fornecendo e-mail e MSN para os visitantes do seu domínio
O Google tem uma série de serviços para quem tem site ou blog, mais precisamente para quem tem um domínio na Internet, mesmo que não tenha página. O Google Apps for Your Domain oferece e-mail pra os seus funcionários, amigos, parentes, membros da sua empresa ou organização em geral. A Microsoft, querendo um espaço também, tem um serviço parecido, com alguns diferenciais. Eis o objetivo desta dica agora: mostrar como usar o serviço da Microsoft. Os serviços oferecidos pela MS são menos populares numericamente, mas não deixam de ser interessantes, especialmente para quem tem um site ou domínio popular, que seja agradável aos visitantes assíduos.

Testando as grandes distribuições
Como é que podemos decidir qual é a melhor distribuição para nossas necessidades? Uma boa maneira de avaliar todas elas é acompanhar seu desenvolvimento. Foi exatamente isso que eu comecei a fazer há três semanas: baixei as versões de desenvolvimento de todas as grandes distros (Ubuntu 8.04 beta, Fedora 9 beta, Mandriva Linux 2008.1 RC1, openSUSE 11.0 Alpha 3 e Debian GNU/Linux 5.0 Beta 1) e as instalei em partições separadas do meu HD.

Primeiras impressões do Slackware Linux 12.1
Não é comum vermos resenhas do Slackware, a mais antiga distribuição Linux ainda em atividade. O motivo é simples: não há muito o que falar sobre ele. Se quiser descobrir quais são as novidades deste lançamento, você vai ter que destrinchar um longo e entediante changelog. Ou melhor, vai ter que acompanhá-lo durante o desenvolvimento do Slackware, ou com certeza vai cair no sono tentando ler tudo de uma vez só. Confira aqui as novidades desta versão.

Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo em Software Livre
Um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (SGC) pode ser definido como uma combinação de funções bem definidas, processos formais e arquitetura de sistemas de suporte que sinergicamente viabilizam uma organização a contribuir com informações, colaborar com elas e controlá-las do início ao fim. O cuidado adequado com o gerenciamento de conteúdo permite que uma empresa forneça informações de qualidade, processos dinâmicos e evite erros que impliquem custos adicionais. Esta dica tem o objetivo de apresentar as principais opções de SGC baseados em software livre (Mambo, PHP-Nuke e Joomla) e apresentar as vantagens e desvantagens do uso destas soluções.

Centralizando seus e-mails no Gmail e acessando no celular
Entre os aplicativos oferecidos pelo Google, o Gmail é sem dúvidas o mais relevante e o mais usado. Simplesmente, conseguiram resolver vários dos principais problemas que tornavam o uso do e-mail inconveniente, desenvolvendo um cliente web que realmente funciona de forma transparente mesmo em conexões lentas e pode ser acessado de forma conveniente de qualquer lugar, inclusive do celular. Esta dica ensina a concentrar suas contas de e-mail no Gmail, usar o cliente móvel e apresenta o uso do Google Apps for you Domain, que permite criar contas do Gmail no formato “nome@meudominio.com”.

Controle parental, no Windows Vista
Entre as novas medidas de segurança vindas com o Windows Vista, há o Controle Parental, conhecido no Brasil como “Controle dos Pais”. Trata-se de um recurso de monitoração e bloqueio do que os usuários podem fazer no computador. O Controle dos Pais pode ser usado para monitorar contas de usuários limitados. A idéia é que os responsáveis tenham uma conta de administrador e os filhos utilizem contas restritas, com o uso do PC limitado a determinados horários e o bloqueio de páginas com conteúdo impróprio.

Referência rápida para gerenciamento de pacotes no Linux
O gerenciamento de pacotes é provavelmente a característica que mais diferencia as distribuições Linux. Embora a tendência em boa parte dos grandes projetos seja oferecer uma interface gráfica na qual os usuários possam selecionar um pacote e instalá-lo com um clique do mouse (como no Synaptic do Debian ou no Drakrpm do Mandriva), esses programas costumam ser apenas interfaces gráficas para os utilitários de baixo nível que gerenciam as tarefas associadas à instalação de pacotes nos sistemas Linux. Ainda que muitos usuários do Linux sintam-se bem mais à vontade instalando pacotes com essas ferramentas gráficas intuitivas, não dá para negar que o gerenciamento de pacotes pela linha de comando oferece dois excelentes recursos que não estão disponíveis em nenhum utilitário gráfico para gerenciamento de pacotes: poder e velocidade.

Primeiras impressões do Dreamlinux 3.0
Semana passada, os desenvolvedores do brasileiro Dreamlinux lançaram a versão 3.0 de sua distribuição baseada no Debian. Eu testei várias versões desta distro ao longo dos anos, e lembro que as primeiras versões já tinham um visual belíssimo. O papel de parede mudou e o tema foi atualizado, mas ela ainda tem mais ou menos a mesma aparência. Confira aqui as melhorias e novidades desta versão.

Frames, jumbo frames e pacotes de rede
Você já parou para se perguntar por que uma rede de 100 megabits nunca transmite arquivos a efetivamente 12.5 MB/s e por que uma rede wireless trabalha a pouco mais que metade da velocidade anunciada? Na maioria dos casos, as placas realmente transmitem o volume de bits estipulados, mas grande parte são informações adicionadas pelas diversas camadas de protocolos e aplicativos da rede, fazendo com que apenas parte do que é transmitido sejam dados úteis. Esta dica contém detalhes sobre o conteúdo dos frames e dos pacotes e detalhes sobre o uso de jumbo frames para melhorar o desempenho da rede.

Hubs passivos e splitters
Muitos livros antigos sobre redes comentam e até discutem as vantagens e desvantagens dos “hubs ativos” em comparação com os “hubs passivos”. Esta dica desmistifica o assunto e explica também sobre a função das emendas e splitters para cabos de rede que podem ser encontrados à venda no mercado.

Mini-análise: Linux Mint 4.0 ‘Daryna’
Do site do Linux Mint: “O objetivo do Linux Mint é produzir uma distribuição GNU/Linux para desktops que seja elegante, atualizada e agradável.” Para alcançar este objetivo, o fundador e principal desenvolvedor do Mint, Clement Lefebvre, usou o Ubuntu (que novidade…) como base, acrescentando codecs multimídia à instalação padrão. Com o tempo, o Linux Mint foi se afastando um pouco mais do Ubuntu, adicionando um visual próprio, um gerenciador de pacotes com interface web e ferramentas de configuração (MintTools) à mistura. Eu instalei a última versão estável, a Daryna (4.0), lançada em 15 de outubro do ano passado, para ver do que se tratava. Veremos aqui as primeiras impressões dessa famosa distro.

Fazendo backups com o Nero BackItUp 2
O Nero é considerado um dos melhores programas para gravação de CD e DVDs, mas ele também trás várias ferramentas de auxílio para seu computador, entre elas tem o Nero BackuITup2 uma ferramenta muito eficiente para fazer backup. Nessa dica, foi usada a versão do Nero Ultra Edition 7.9 que é paga, mas pode ser usado por um período de tempo para testar.

Sistema enxuto baseado em instalação personalizada do Ubuntu
Já faz um tempo que você usa Linux. Você já sacou como as coisas funcionam e está se sentindo confiante. Ótimo! É provável que você tenha instalado seu ambiente desktop favorito em sua distro favorita, incluindo a maioria dos aplicativos de que você precisa. Isso é bom, mas talvez seu computador não esteja rodando tão bem quanto poderia. Você usa Bluetooth ou uma mesa digitalizadora da Wacom? Não? Então por que desperdiçar tempo e recursos carregando o suporte a esses dispositivos? Há vários ajustes que podem ser realizados após uma instalação, mas por que não começar logo de cara com uma instalação limpa e enxuta? Você só terá o que você quiser, além de ter mais controle sobre o sistema. Se você está doido para começar, vamos nessa! Vai ser divertido!

Como recortar e colar em sistemas Unix
Se você trabalha freqüentemente com arquivos de dados e textos, gaste alguns minutos para aprender como se recorta e cola da maneira UNIX. Você vai perceber que você pode fazer muitas tarefas que pareciam complexas e que consumiam bastante tempo em alguns instantes.

SSH no celular
Com a popularização dos smartphones e do acesso web via GPRS, EDGE e conexões 3G, já é perfeitamente possível administrar um servidor remotamente utilizando apenas o celular, conectando-se via SSH. Nada melhor do que receber uma chamada no celular avisando de um problema no servidor e poder solucioná-lo de onde estiver, usando o próprio aparelho. Esta dica é um apanhado geral das opções de clientes SSH disponíveis para diversas plataformas de celulares e smartphones.

Entendendo o mercado de certificados SSL
O SSL (Secure Socket Layer) é o protocolo usado para criar páginas seguras, encriptando toda a transmissão entre o cliente e o servidor. Eles são os responsáveis pela efetividade do protocolo HTTPS e pelo tradicional cadeado nas páginas protegidas por ele. Certificados SSL podem ser gerados facilmente através do OpenSSL (você mesmo pode gerar seu próprio certificado rapidamente). Apesar disso, entidades certificadoras como a Verisign chegam a cobrar mais de 1000 dólares por um certificado SSL reconhecido. Entenda como esse mercado funciona.

Acesso discado no Linux, em resumo
Esta dica é uma resumo atualizado sobre a instalação de drivers de softmodems no Linux, incluindo os drivers disponíveis no início de 2008 e os passos de instalação e configuração de cada um. Ela é uma atualização das dicas anteriores.

Gerenciamento de pacotes
Há poucas semanas tivemos um debate no DistroWatch sobre gerenciadores de pacotes. Acho que você vai concordar comigo quando eu digo que sempre há algo a se aprender sobre gerenciamento de pacotes. Eu dei uma pesquisada sobre o assunto e gostaria de compartilhar com vocês um pouco do que aprendi.

YouTube e Linux: baixando e convertendo vídeos facilmente
O YouTube tem reputação de ser um tanto fútil: é o tipo de site que você visita para assistir a vídeos de hamsters praticando snowboarding e outros roedores voando com jatos nas costas. Só recentemente, quando comecei a aprender piano e a ler partituras (além de reaprender violão) é que me dei conta de que o YouTube é uma excelente fonte de tutoriais online. Eles variam em qualidade, indo do execrável ao sublime, mas o material de qualidade que eu encontrei foi suficiente para que eu começasse a me perguntar qual seria a melhor maneira de usar o YouTube para organizar minhas aulas digitais de música. Como usuário comprometido com o GNU/Linux, fiquei imaginando como eu poderia aproveitar ao máximo a capacidade da minha distro de gerenciar o download e a exibição de conteúdo multimídia. A Unixlândia é um país livre e cheio de escolhas, e estas são as dicas, ferramentas, truques e os programas que selecionei para tirar o máximo proveito do YouTube.

Remasterizando facilmente o Ubuntu e derivados
O Ubuntu é uma distro largamente utilizada nos desktops, em pouco tempo conquistou uma grande quantidade de usuários no mundo todo. É uma das distribuições Linux mais fáceis de se obter suporte comunitário, pela grande quantidade de usuários. Sendo uma distribuição de Linux, é possível e permitido a qualquer um modificar o sistema, adicionando ou removendo recursos, e então redistribuir o novo sistema a quem possa interessar. A remasterização do Ubuntu pode ser feita de forma muito fácil, qualquer usuário mesmo sem conhecimentos avançados de Linux pode gerar uma imagem de liveCD instalável, com seus programas preferidos. Quem está por trás dessa facilidade toda é o Remastersys, um utilitário de backup para o Klikit-Linux, e também Ubuntu.

Personalizando o Gnome no Ubuntu
O Ubuntu utiliza uma configuração clássica do Gnome, com duas barras. A barra superior, com o iniciar e os atalhos para os programas é inspirada no Mac OS clássico, enquanto a barra interior, contém os botões das janelas ativas. Naturalmente, esta configuração padrão é apenas uma sugestão, que você pode personalizar a gosto.

SSH com login automático
Se você abre conexões SSH com frequência, sempre com as mesmas máquinas, já deve estar cansado de ter que ficar digitando seu password ou sua passphrase a cada nova conexão. A boa notícia é que existem não apenas uma, mas duas formas diferentes de automatizar o login no SSH, sem com isso abrir mão da segurança.

Compilando programas facilmente com o apt-build
Apesar de um software compilado localmente ser mais rápido e bem mais personalizável devido ao processo de compilação que “arredonda” o programa e as bibliotecas para o hardware utilizado, muita gente ainda foge da compilação devido as dificuldades em resolver problemas de dependência e outros problemas típicos como a falta de gerenciamento de pacotes, além da dificuldade natural dos iniciantes. Agora imagine uma ferramenta com a facilidade e a versatilidade que o apt-get tem para instalar programas, mas que fosse feita para compilar e gerenciar programas compilados no computador? Parece sonho, mas não é! Apresento o apt-build.

Usando ACL para permissões avançadas no Linux
Algum um tempo atrás eu me perguntava se só poderiam existir três permissões nos sistemas Unix-Like, a permissão de dono, grupo e outros, o que me limitava bastante, principalmente quando se tratavam de fileservers (servidores de arquivo). Em um sistema Linux (ou Unix), as permissões de arquivos são definidas pelo modo do arquivo, que contém nove bits que determinam as permissões de acesso ao arquivo, mais três bits especiais. Este mecanismo permite definir justamente a permissão para os três tipos de classes de usuários. Com ACL podemos ter um modelo mais refinado de permissões. Além do proprietário do arquivo, do grupo e de outros, que o Unix nos oferece, usuários e grupos adicionais podem ter o acesso modelado, não sendo identificados pelo sistema, simplesmente como “outros”.

Debian GNU/Linux 5.0 no ASUS Eee PC 900
Em junho de 2008, o projeto Debian anunciou o início de um projeto em cooperação com a ASUS com o objetivo de oferecer suporte total ao Eee PC. Foi criada uma página sobre o Debian Eee PC no wiki da distribuição, e uma imagem de instalação baseada na próxima versão do Debian, a versão 5.0, codinome “Lenny”, foi lançada. Ainda que muitas outras distribuições tenham anunciado suporte ao Eee PC e lançado várias imagens de CD ou USB com suporte total ou parcial ao popular notebook, o Debian foi o primeiro projeto a abrir um canal de comunicação entre uma distribuição Linux e o fabricante de hardware de Taiwan. Três meses depois, como o Debian GNU/Linux se sai no ASUS Eee PC?

Pirando na batatinha com o Blender e Python
Aprender pode ser uma experiência deliciosa, principalmente quando o desafio envolvido nos instiga a ir além. Para apimentar, podemos desbravar esse continente didático de formas pouco convencionais, ou seja, pirando na batatinha! Que área melhor para efetivar isso que a da programação? Pois é, uma mistura explosiva para essa brincadeira são dois elementos já por natureza superinteressantes: o Blender 3D e a linguagem Python.

Agendando tarefas com o cron
O agendamento de tarefas é um recurso essencial em servidores. No Linux, o daemon responsável pela tarefa é o cron. Ele é o responsável por diversas funções executadas automaticamente na maioria das distribuições, tais como o rotacionamento dos logs e pode ser programado para executar operações diversas, tais como scripts de backup. Esta é uma dica rápida que ensina como configurá-lo e agendar tarefas.

Primeiras impressões do Draco GNU/Linux 0.3
O Draco GNU/Linux é um sistema interessante. Ele já foi baseado no Slackware, e hoje pode ser descrito como um Linux com o gerenciamento de pacotes do NetBSD. A versão 0.3.0 foi lançada na semana passada, e eu me dei conta de que nunca tinha testado o Draco. Achei que seria um bom momento. Há duas opções de download: um sistema básico com 232MB e um desktop completo com 596MB, e eu escolhi a versão completa. Vejamos mais detalhes deste sistema nesta dica.

Primeiras impressões do PC-BSD 1.5
É com grande entusiasmo que venho acompanhando o desenvolvimento do PC-BSD desde que testei a versão 0.6, há três anos. Fiquei muito impressionada com a habilidade que os programadores demonstraram ao nos oferecer um BSD livre, fácil de instalar e ainda mais fácil de se usar. É sério, eu achei incrível mesmo. De lá para cá eu já testei diversas versões, incluindo a 1.0 e a 1.4, e elas nunca me desapontaram. Por isso, eu esperava que as coisas ficassem ainda melhores com o lançamento da versão 1.5. E em muitos pontos as coisas melhoraram, mas não nos pontos mais importantes.

Instalando facilmente o driver da Nvidia no Debian Lenny
Chegou o momento de deixar sua placa de vídeo Nvidia com a aceleração 3D via hardware totalmente ativada, instalando os drivers proprietários da empresa sem muito esforço. Há na Internet diversos meios de instalação, desde o convencional, como também “à moda Debian”. Contudo, há uma maneira ainda mais simples de se instalar o driver da Nvidia no Debian Lenny, com tudo já empacotado oficialmente.

Usando o sshfs
Em dicas anteriores, falei sobre o shfs, que permite montar diretórios remotos usando o SSH, como se fossem compartilhamentos de rede. O shfs foi abandonado pelo mantenedor e se tornou obsoleto (o módulo sequer compila nas versões atuais do Kernel), mas já temos um sucessor aprimorado para ele, o sshfs, tema da dica de hoje.

Usando quotas de disco no Samba
Por mais espaço que esteja disponível no servidor de arquivos da sua rede, sempre existe a possibilidade de algum dos usuários exagerar e ocupar todo o espaço disponível no servidor. A melhor forma de evitar isso é usar quotas de disco, que permitem racionar o espaço usado por cada usuário. Nessa dica veremos como ativar o uso de quotas no Samba.

ARCNET e Token Ring
Hoje em dia, “Ethernet” é quase sinônimo de rede. Mas, nem sempre foi assim. Durante a década de 1980 o padrão Ethernet disputava a supremacia com dois padrões então proprietários, o ARCNET e o Token Ring. Apesar de atualmente ambos serem ilustres desconhecidos, citados apenas em textos de referência histórica, eles tiveram sua época de glória. O ARCNET chegou a ser mais popular que o Ethernet e o Token Ring chegou perto de dominar as redes corporativas.

Gerenciamento de pacotes no OpenSUSE com o Zypper
Embora o openSUSE (e o SUSE Linux, antes dele) já tenha uma infra-estrutura grande de gerenciamento de pacotes há anos, uma nova opção de gerenciamento de pacotes foi introduzida no openSUSE 10.3. O Zypper é uma ferramenta de linha de comando que tem todos os ingredientes de outros gerenciadores de pacote de sucesso, como o apt-get, o urpmi e o yum.

Entendendo o GoboLinux
Há alguns dias fui surpreendido com uma distro brasileira (pelo menos de início, pois hoje já possui uma comunidade internacional) e com uma idéia interessante e relativamente nova: Gobolinux. Tal distribuição ‘redesenha’ a árvore de diretórios do Linux, e é a pioneira em colocar tal idéia de forma prática e útil. O Gobolinux possui os mesmos objetivos de distribuições gerais, mas sua abordagem para gerenciamento de pacotes é bem diferente. Vamos conhecer mais sobre o funcionamento desta distribuição nesta dica.

Previna-se contra o spam com o Exim + greylistd, parte 1
Os meios tradicionais de proteção anti-spam envolvem o uso de regras de detecção bayesianas (geralmente com o SpamAssassin) nas mensagens depois delas serem aceitas pelo seu servidor. A maioria dos administradores de sistemas encarregados de servidores de email já tiveram que lidar com as constantes reclamações de usuários que perguntam: “você não pode impedir que esses spams sejam enviados?” Claro que você não pode impedir que alguém envie uma mensagem, mas pode impedir que essa mensagem seja aceita. É aí que entra a greylist, ou lista cinza.
Parte 2
Na primeira parte desta dica, vimos como instalar e configurar o greylistd em dupla com o Exim para nos ajudar na batalha contra o diabólico spam. Nesta segunda parte, vou explicar como podemos obter algumas informações do greylistd – o que é bastante útil quando você precisa descobrir por que aquela mensagem “urgente” do CEO ainda não chegou!

Web Service: acessando o banco de dados pelo celular
Este texto descreve como acessar o banco de dados Oracle através do celular, desenvolvendo um acesso via web service, utilizando tecnologias como o WSDL, API de Java para serviços web, JAX-WS, Oracle 10g , J2ME e Netbeans 6.5. Com o bom aproveitamento de tais ferramentas é possivel acessar um banco de dados com o conforto da mobilidade, esteja onde estiver, e as informações podem ser acessadas em tempo real.

Configurando o Exim com anti-spam
Nesta dica, vou me focar no Exim, um MTA (agente de transporte de email), configurando-o especificamente com um anti-spam. O Exim é um agente de transporte de email que recebe mensagens, geralmente via SMTP, decide o que fazer de acordo com sua configuração e transfere as mensagens para outro local baseado nessas informações. O novo local pode ser uma caixa de correio local, outro servidor ou outro daemon em execução na mesma máquina. Ele não entrega email a máquinas clientes, e não oferece recursos para a criação de mensagens, como os clientes de email fazem. Resumindo, o Exim lida com SMTP e assuntos relacionados: ele não lida com POP3, IMAP, calendários compartilhados e não serve o cafezinho.

Mudando de hardware com Windows XP
Quem já tentou clonar o HD com uma instalação do Windows XP de uma máquina para a outra já se reparou com uma BSOD (tela azul) ou com resets automáticos, isso ocorre pois a Microsoft não oferece suporte para clonagem de instalações para configurações que tenham HAL (Hardware Abstraction Layer) diferentes, nem mesmo utilizando o Sysprep, que somente serve para fazer cópias de instalações para máquinas iguais. Nessa dica irei ensinar uma forma de completar essa operação do sucesso, permitindo inclusive ter em um case externo a imagem de uma instalação completa, com Windows atualizado, Office, programas e anti-vírus.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X