Ativando o swap

A princípio, este artigo não incluía cobertura sobre o arquivo de troca (SWAP) porém recentemente andei realizando modificações e o ganho de performance com o uso de uma partição de troca se mostrou tão grande que valeu a pena modificar o artigo para
incluir este novo trecho.

Vale salientar que existe um receio por parte de algumas pessoas em usar arquivos/ partições de troca em memórias flash, pois por possuírem uma vida útil menor que os HD’s (em ciclos de escrita) elas tendem a terem uma vida útil reduzida por uso do
arquivo de troca. Contudo, com um uso de cerca de 10.000 ciclos de gravação, a tendência é que se use um cartão a cada um ou dois anos, o que não representa um grande problema, já que você vai usar só uma mínima porção do cartão e pode depois de um tempo,
livremente modificar a localização da partição talvez sacrificando 96 ou 64 MB de espaço por ano.

Antes de tudo, você vai precisar de um live CD de particionamento, com o Gparted, o próprio CD do Ubuntu já resolve o problema.

Primeiro passo : remover todas as partições do cartão, depois de fazer backup dos dados importantes que estivessem no cartão, claro.

Segundo passo : usando o Gparted, crie uma partição primária do tipo “FAT32” contendo todo o espaço disponível, deixando apenas um extra de 16, 32, 64, 96 ou, caso seja um usuário do tipo extravagante como eu, coloque logo “128 nunca usados megabytes”
livres de espaço. Em seguida, crie neste espaço vazio, uma nova partição primária, do tipo “linux Swap” esta ultima sera a partição número 2 do cartão e terá apenas o espaço de 16 a 128 MB designado por você anteriormente.

Agora inicie o sistema normalmente, presumindo que você tenha instalado a rom citada aqui neste artigo (várias ROMs no Slatedroid oferecem suporte, mas não posso garantir o funcionamento de cada uma delas).

Inicialize o tablet com o cartão já “espetado” e evite removê-lo, uma vez que com o swap ativo o sistema passa a armazenar dados da memória no cartão, o que faz com que remover o cartão passe a ser quase como desconectar um tente de memória com o pc
ligado. No caso do tablet, pode dar certo ou não, mas no máximo vai causar um travamento no caso da remoção do cartão, sem maiores riscos.

Agora abra o better terminal e digite :

su
swapon /dev/block/mmcblk0p2
free

Neste ponto a memória RAM deve estar ativada e o terminal deve exibir a contagem da memória e um campo “swap” deve indicar quanto dela existe, está disponível, e está sendo usada.

Bom, daqui pra frente , ele sempre usará essa memória extra quando inicializar , aqui o ganho de desempenho em abrir aplicativos foi muito grande, de modo que me senti compelido a escrever este adendo, espero que tenham gostado, se você está lendo pela
primeira vez, não deixe de acompanhar as dicas ótimas do próximo tópico!

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X