X38, G43, G45, Q45 e o GMA X4500

Junto com o P45, a Intel lançou o X48. Apesar do nome sugerir um sucessor melhorado, o X48 foi apenas uma nova revisão do X38, com suporte oficial ao bus de 1600 MT/s usado pelo Core 2 Extreme QX9770. Este acabou sendo um golpe de marketing da Intel para vender um novo chipset (e por um preço ainda mais alto) já que as placas com o X38 são também capazes de operar de forma perfeitamente estável com bus de 1600 MT/s e com exceção da chancela oficial, os dois chipsets são idênticos.

O lançamento do P45 trouxe também atualizações dos chipsets G33, G35, Q33, Q35, dando origem ao G43, G45, Q43 e Q45, que passaram a ser produzidos usando a técnica de 65 nm e ganharam suporte ao PCI Express 2.0, seguindo as melhorias incluídas no P45.

Todos eles incluem suporte a até 16 GB de RAM, suporte ao bus de 1333 MT/s, vídeo integrado e suporte a memórias DDR2 e DDR3, mas eles possuem pequenas variações nos recursos incluídos.

O G43 é baseado no chipset de vídeo GMA X4500, uma versão aperfeiçoada do GMA X3500 usado no G35, que mantém a arquitetura programável e o suporte ao DirectX 10, mas oferece o dobro de unidades de processamento e um desempenho 3D cerca de 70% superior. O G45 por sua vez é baseado no X4500 HD, que oferece também suporte a Blu-ray. Tanto o Q43 quanto o Q45 são baseados no X4500 (sem suporte a Blu-ray). A diferença entre eles é que o Q45 inclui suporte ao vPro, oferecendo as funções de gerenciamento remoto.

Completando o time, a Intel lançou também duas versões castradas de baixo custo. O P43 é uma versão do P45 sem suporte à divisão das linhas PCI Express em dois slots e sem suporte ao Intel VT, enquanto o G41 é uma versão do G43 com suporte a apenas 8 GB de RAM (em vez de 16). Assim como no caso do P31 e G31, ambos usam o chip ICH7 como ponte sul, que oferece menos portas SATA e USB.

A principal desvantagem das placas baseadas no G41 não está necessariamente no chipset, mas sim no fato de elas oferecerem menos slots de expansão, menos slots de memória e em geral utilizarem componentes de qualidade mais baixa, como uma forma de os fabricantes cortarem custos.

Um exemplo de placa baseada no G31 é a ECS G41T-M. Ela é assumidamente uma placa Micro ATX de baixo custo, que oferece apenas dois slots de memória (com suporte a módulos de até 4 GB), 4 portas SATA, 8 portas USB e uma saída VGA analógica (sem DVI). Para cortar custos, a ECS optou por utilizar um chipset de rede 10/100 (Atheros AR8112) em vez de uma interface gigabit. e apenas três saídas de áudio no painel traseiro, eliminando o suporte a conjuntos de caixas 5.1 e 7.1:

index_html_m307388e3

ECS G41T-M

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X