Conectando via Bluetooth no Windows Mobile (PAN)

No Windows Mobile, as coisas são um pouco mais complicadas. Até o WM 5, o sistema oferecia suporte a DUN e a conexão funcionava perfeitamente. Entretanto, a partir do WM 6 (mais especificamente, a partir do WM 5 com o AKU3), a Microsoft decidiu introduzir um novo sistema de compartilhamento, baseado no perfil PAN, que é usado através do “Compartilhamento de Internet”.

O uso do PAN é vantajoso sobre alguns pontos de vista; o grande problema é que optaram por simplesmente remover o suporte a DUN, obrigando todos os interessados a migrarem para o novo sistema. Isso complicou as coisas não apenas para usuários de outras plataformas, mas também para usuários de versões antigas do Windows, anteriores ao XP SP2.

No caso do Linux, o PAN é bem suportado, desde que você utilize uma distribuição recente, como o Ubuntu 8.10 ou o Mandriva 2008. Eles já vêm com o suporte a Bluetooth e os módulos necessários pré-instalados, o que torna a configuração bastante simples.
O primeiro passo é fazer o pareamento entre o PC e o smartphone, o que no Windows Mobile 6 é feito através do “Iniciar > Configurações > Conexões > Bluetooth > Bluetooth Manager > Menu > Dispositivos com Correspondência > Adicionar”. Certifique-se também de que o smartphone está configurado para aceitar conexões dentro da configuração do Bluetooth:

index_html_m424be137 index_html_m717c13bf
index_html_2e1807fe

Com o pareamento ativado, abra o “Iniciar > Programas > Compartilhamento de Internet”, usando o “PAN do Bluetooth” como conexão para o PC e a conexão 3G (Vivo Zap, Claro dados, etc.) como conexão de rede. Ao clicar no “Conectar”, o aparelho passa para o modo NAP, onde ele fica disponível para conexão de outros dispositivos autorizados:

index_html_1d5a1d95 index_html_m42781b04
index_html_m115694f2

Falta agora fazer a conexão no PC. No Linux, a configuração consiste em apenas 3 comandos, executados como root. Comece carregando o módulo “bnep”, que é o responsável por fazer tudo funcionar:

# modprobe bnep

O próximo passo é abrir a conexão usando o comando “pand -n –role PANU –connect”, seguido pelo endereço do aparelho (que você descobre usando o comando “hcitool scan”):

# pand -n –role PANU –connect 00:1E:75:67:2B:30

Da primeira vez que executar o comando, o smartphone exibe uma mensagem perguntando se deve aceitar conexões vindas do PC (que naturalmente você deve autorizar). A partir daí, você verá uma série de mensagens confirmando o estabelecimento da conexão, como em:

pand[8471]: Bluetooth PAN daemon version 3.7
pand[8471]: Connecting to 00:1E:75:67:2B:30
pand[8471]: bnep0 connected

Em caso de erros, verifique se o pareamento foi pareamento corretamente e se o PC foi definido como dispositivo autorizado nas configurações do Bluetooth.

Com isso, é criada uma interface de rede virtual, a “bnep0”, que é usada para a comunicação entre o PC e o smartphone. Para que a conexão seja finalmente ativada, falta configurá-la via DHCP, usando o comando:

# dhclient bnep0

Isso fará com que o PC receba um endereço na faixa 192.168.0.x. O smartphone passa então a compartilhar a conexão, ficando disponível através do endereço 192.168.0.1 (que é usado pelo PC como gateway e como DNS), de forma muito similar ao que temos ao compartilhar a conexão usando o ICS do Windows.

Esta é justamente a grande diferença entre o sistema PAN e o DUN. No PAN, o Bluetooth é usado como uma interface de rede e o smartphone compartilha a conexão via NAT, enquanto no DUN o Bluetooth é usado como porta serial e o PC estabelece a conexão diretamente, como se estivesse usando um modem discado.

Para fechar a conexão posteriormente, use:

# pand -K

Para listar as conexões ativas (em caso de dúvidas sobre se a conexão está ativa ou não) use:

# pand -l

Como pode ver, a conexão usando o sistema PAN a partir do Linux é até mais simples do que usando o DUN. A principal observação é que você precisa de uma distribuição relativamente recente para usar esta receita. Em distribuições antigas, o suporte é ainda incipiente, fazendo com que você tenha problemas diversos. Assim como em outras áreas, a solução mais simples nesses casos é simplesmente atualizar o sistema.

Com relação à usabilidade, o principal problema com o PAN é que você precisa ativar o Compartilhamento de Internet no smartphone cada vez que for conectar através do PC. Não é possível simplesmente ativar a conexão e sair navegando sem tirar o telefone do bolso, como no caso dos aparelhos da Nokia. Isso elimina parte do appeal de usar o Bluetooth em vez de simplesmente ligar o smartphone no cabo USB.

No Windows, a configuração é simples. Comece ativando o pareamento entre o PC e o smartphone através do “Painel de Controle > Dispositivos Bluetooth > Adicionar …”.

Ao fazer ativar o pareamento, é criada uma conexão Bluetooth PAN (Rede Pessoal > Conexão de rede Bluetooth) dentro do Conexões de rede, que inicialmente vai ficar desconectado.

No smartphone, ative o “Compartilhamento de Internet”, usando o “PAN do Bluetooth” como conexão para o PC (como fizemos ao configurar a conexão no Linux) e clique no “Conectar”.

De volta ao PC, acesse o “Painel de Controle > Rede” e clique sobre o ícone da conexão de rede Bluetooth. Isso abrirá uma nova janela com os dispositivos Bluetooth com suporte ao modo NAP. Clique sobre o ícone do smartphone e em seguida no “Conectar”:

index_html_m741149e

Assim como no Linux, o smartphone fornece um endereço de rede local ao PC, que passa a acessar a web via NAT, através dele. Se tanto o transmissor Bluetooth do PC quanto o do smartphone suportarem o EDR, o balãozinho da conexão mostrará que você está conectado a 3 megabits, caso contrário ele mostra que está conectado a apenas 1 megabit. Naturalmente, a velocidade indicada corresponde ao link Bluetooth e não à velocidade real da conexão.

index_html_4d3d25f3

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X