Tradicional casa de fliperamas da SEGA no Japão fecha as portas após 28 anos e comove fãs

Tradicional casa de fliperamas da SEGA no Japão fecha as portas após 28 anos e comove fãs

Nesta segunda-feira (22) foi encerrado no Japão um dos pontos de encontro mais tradicionais e enraizados na cultura do país do sol nascente, que se entrelaça com a cultura dos jogos eletrônicos.

Após 28 anos de atividade o Sega Ikebukuro Gigo fechou as portas, era uma das casas de arcade mais importantes do Japão.

Inaugurada no dia 21 de jullho de 1993, com o nome de “Ikebukuro GiGo”, a loja, que se tornou um point para gerações que apreciaram os arcades foi renovada em 21 de julho de 2003 e seu nome rebatizado para “SEGA Ikebukuro GiGo”.

Diversas pessoas se reuniram no fatídico dia de encerramento das atividades do SEGA Ikebukuro GiGo para homenagear esse local tão importante para a cultura local

A despedida contou com contagem regressiva, discurso do gerente da casa de jogos, Sr. Noda, que relembrou a história do local, e uma grande mensagem estampada: “28-nen arigatou gozaimashita” (Obrigado por 28 anos).

Tudo isso ao embalo da música Hotaru no Hikari (“A Luz do Vagalume”), música que tradicionalmente é tocada quando lojas japonesas estão fechando.

Live de encerramento do Sega Ikebukuro Gigo

O fim de uma era

O encerramento do SEGA Ikebukuro é mais um movimento que retrata o fim do envolvimento da SEGA no mercado de fliperamas. No ano passado a companhia vendeu 85% do seu negócio de fliperamas. Em abril de 2021 vendeu sua divisão de arcade ocidental.

No ano passado a SEGA também encerrou outro dos seus centros icônicos de arcades, o Sega Akihabara Building 2, localizado em um bairro comercial em Tóquio e conhecido por suas escadas rolantes com o brasão da SEGA na lateral.

Sega Akihabara Building 2

Tradição SEGA

Vale recordar que a SEGA é uma das companhias mais importantes e tradicionais da história de máquinas de jogos instaladas em estabelecimentos de entretenimento. A caminhada da empresa neste segmento foi iniciada antes mesmo dos arcades de vídeo eletrônico.

No fim dos anos 60 a SEGA já investia em jogos arcades, os do tipo eletromecânicos, exemplo do Periscope.

Periscope

Época em que até o logo da empresa era bem diferente daquele que ficou marcado na mente das pessoas.

 

O fechamento do SEGA Ikebukuro Gigo estava confirmado desde o mês passado.

Durante seu discurso no dia do encerramento, o gerente da loja explicou que a decisão de encerrar as atividades não teve nenhuma relação com a COVID-19. Ele disse que tudo está relacionado com “circunstâncias inevitáveis”.

Essas circunstâncias são o encerramento do contrato (que a SEGA não se interessou em renovar) e a necessidade de obras de renovação do edifício.

“Se estivesse em meu poder, eu gostaria de continuar aberto para sempre neste local para receber os rostos felizes e maravilhosos clientes“, disse o gerente do arcade. “Infelizmente, desta vez, o desfecho foi que o arcade será fechado.”

SEGA Ikebukuro Gigo

https://www.youtube.com/watch?v=D5s2c-SuYtY

Inaugurado em 21 de julho de 1993, ainda sob o nome de Ikebukuro GiGo, o SEGA Ikebukuro GiGo se transformou ao longo de quase 30 anos em um dos edifícios mais icônicos de Ikebukuro, distrito comercial e de entretenimento, localizado em Toshima (Tóquio), no Japão.

O prédio de 9 andares sempre foi um baita termômetro para testar a reação do público local com novas opções de máquinas e jogos que seriam distribuídos tempos depois.

Nos últimos anos, foi montada uma barraca de taiyaki (bolo japonês em formato de peixe) no primeiro andar, ação que reforçou o interesse dos turistas. Infelizmente, a pandemia acabou travando mais essa ideia de negócio para o Ikebukuro Gigo.

Além das máquinas de jogos, culinária local, o prédio também contava com lojas de roupas temáticas, e até cabines para fotografias

Durante sua jornada, o prédio passou por várias mudanças. De amarelo nos anos 2000 para vermelho em 2003, quando o nome foi trocado de Ikebukuro GiGo para SEGA Ikebukuro GiGo.

Sobre o Autor

Editor-chefe no Hardware.com.br, aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Segue lá no Insta: @plazawilliam Elogios, críticas e sugestões de pauta: william@hardware.com.br
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X