Brasileiros agora podem monetizar seus perfis no Twitter/X

Brasileiros agora podem monetizar seus perfis no Twitter/X

A rede social X, anteriormente conhecida como Twitter, anunciou uma boa novidade para os usuários brasileiros, especialmente os mais ativos e com muitos seguidores. Agora existe a possibilidade de monetização de conteúdo.

A funcionalidade, que já estava disponível para usuários nos Estados Unidos desde 13 de julho deste ano, agora chega ao Brasil, ampliando as oportunidades para criadores de conteúdo locais. Nos próximos parágrafos eu dou mais detalhes sobre os requisitos para poder ganhar dinheiro com o Twitter/X.

Leia também
Em breve você não poderá mais bloquear perfis no Twitter
X (antigo Twitter) vai ganhar chamadas de vídeo

Requisitos para participar do programa de monetização

Para se beneficiar da monetização, os usuários devem ser assinantes do X Premium, o novo nome do Twitter Blue. A plataforma não esclareceu se os pagamentos serão retroativos, como ocorreu nos Estados Unidos.

Na terra do Tio Sam, alguns usuários receberam até 40 mil dólares com base em métricas de impressões desde fevereiro. Por aqui, não temos a mínima ideia se será aplicado o mesmo processo para medir o valor devido a cada usuário.

Mas como se habilitar para monetizar os conteúdos no Twitter/X? O processo de monetização não é simples e exige o cumprimento de várias condições. Primeiramente, o usuário deve ter pelo menos 5 milhões de impressões orgânicas em seus tweets nos últimos três meses.

Além disso, é necessário se inscrever no programa de monetização, ter 18 anos ou mais, preencher todas as informações do perfil, ter um e-mail verificado e nunca ter violado os termos de uso da plataforma. Outro requisito é possuir mais de 500 seguidores. E mesmo que você cumpra todos esses requisitos e não seja assinante do X Premium, também não se habilita para monetizar o conteúdo.

Detalhes sobre os pagamentos

A plataforma também estabelece que os usuários devem ter uma conta no Stripe, um serviço financeiro utilizado para realizar os pagamentos. No entanto, o prazo para receber os valores não é esclarecido em nenhuma das páginas de suporte. Segundo informações de algumas páginas oficiais, os pagamentos são feitos com uma “cadência regular”, desde que o criador tenha gerado mais de 10 dólares.

Vale lembrar que este prazo de pagamento já foi protagonista de um problema. Em agosto, houve atrasos nos pagamentos nos Estados Unidos, atribuídos por Elon Musk ao grande número de pessoas interessadas em se inscrever no programa. A plataforma ainda não divulgou números específicos sobre a adesão ao programa de monetização.

O lançamento da monetização no Brasil ocorre em um momento interessante. Agora, além de compartilhar informações e interagir com o público, eles têm a oportunidade de gerar receita diretamente da plataforma. Essa é uma forma de manter os usuários fiéis dentro da plataforma e impedir que concorrentes, como o Threads, que ganhou uma versão web recentemente, consigam usuários ativos com mais facilidade.

Sobre o Autor

Cearense. 34 anos. Apaixonado por tecnologia e cultura. Trabalho como redator tech desde 2011. Já passei pelos maiores sites do país, como TechTudo e TudoCelular. E hoje cubro este fantástico mundo da tecnologia aqui para o HARDWARE.
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X