Roubo de cabos de telecom afeta 7 milhões de clientes em 2022

Roubo de cabos de telecom afeta 7 milhões de clientes em 2022

O setor de telecomunicações enfrenta um sério problema no Brasil: o crescente roubo de cabos, que em 2022 afetou aproximadamente 7 milhões de usuários. De acordo com dados divulgados pela Conexis, entidade que reúne grandes operadoras como Claro, Oi, TIM, Vivo, Algar e Sercomtel, houve um aumento de 14% na quantidade de cabos roubados ou furtados em comparação ao ano anterior.

Leia também
Roubo de cabos de telecomunicações afetou mais de 6,6 milhões de clientes no Brasil em 2020
Anatel expõe Claro e Sky como as operadoras com clientes mais insatisfeitos em 2022

Quase 5 mil quilômetros de cabos são roubados em todo o Brasil

Os números são preocupantes: 4,72 mil quilômetros de cabos foram removidos ilegalmente no Brasil em 2022. Muitos desses roubos são motivados pela venda do cobre presente nos cabos para reciclagem.

Entretanto, o uso de cobre vem diminuindo no país, já que cerca de 70% dos acessos de banda larga são feitos por meio de fibra óptica. Além disso, alguns casos de vandalismo também contribuem para esses números. Por exemplo, algumas empresas destroem a infraestrutura de concorrentes para prejudicar sua reputação e atrair clientes insatisfeitos. Pois é, o Brasil não é para amadores.

O impacto dessas ações criminosas é significativo, pois milhões de clientes ficam sem acesso aos serviços de telecomunicações, inclusive a serviços de emergência. Para combater esse problema, a Conexis defende a aprovação de um projeto de lei que aumenta a punição para esse tipo de crime. A proposta já foi aprovada pelas comissões da Câmara dos Deputados e aguarda votação no plenário.

São Paulo lidera ranking de roubo de cabos

São Paulo, apesar de ter registrado uma redução de 4,2% nas ações criminosas em 2022, continua sendo o estado mais afetado pelo roubo de cabos. O estado mais populoso do país teve um registro de 1.035 quilômetros de cabos furtados. O Paraná ocupa a segunda posição, com 1.001 quilômetros e um aumento de 66%, seguido por Minas Gerais, com 626,2 quilômetros e um crescimento de 119%.

Por outro lado, o Rio de Janeiro, que costumava liderar esse ranking, apresentou uma diminuição de 44,3% no volume de cabos roubados. Essa queda é atribuída ao fortalecimento do diálogo entre o setor de telecomunicações e as autoridades, promovendo ações de combate ao furto e vandalismo relacionados ao setor.

O desafio agora é encontrar soluções efetivas para conter essa onda de roubos e furtos de cabos em todo o país. A aprovação do projeto de lei defendido pela Conexis pode ser um passo importante nesse sentido, mas é fundamental que outras medidas sejam tomadas para garantir a segurança e a qualidade dos serviços de telecomunicações para os clientes.

E você, já foi afetado pelo roubo de cabos de telecomunicações? Que solução você acha que pode ajudar a diminuir o roubo de cabos de telecomunicações? Compartilhe suas ideias e opiniões nos comentários.

Sobre o Autor

Cearense. 34 anos. Apaixonado por tecnologia e cultura. Trabalho como redator tech desde 2011. Já passei pelos maiores sites do país, como TechTudo e TudoCelular. E hoje cubro este fantástico mundo da tecnologia aqui para o HARDWARE.
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X