Novo golpe do WhatsApp usa a tragédia em Brumadinho para tirar dinheiro das pessoas

Por: William R. Plaza
Novo golpe do WhatsApp usa a tragédia em Brumadinho para tirar dinheiro das pessoas

Os golpes do WhatsApp no Brasil, em sua maioria, são relacionados à promoções mirabolantes e assuntos que estão bombando no momento, sempre com o intuito de colher dados pessoais ou extorquir dinheiro das vítimas. O golpe mais recente em relação à plataforma envolve a lamentável situação que o município de Brumadinho, em Minas Gerais, vem enfrentando. O rompimento da barragem acarretou, até o momento, em 60 mortes e mais de 290 pessoas desaparecidas, além de ser considerado o maior crime ambiental da história do pais.

Enquanto ações espalhadas por todo o Brasil recolhem doações para as vítimas desse episódio triste cibercriminosos estão aproveitando o momento de comoção para aplicar um novo golpe, repassando mensagens através do WhatsApp e Facebook de uma conta corrente que supostamente seria utilizada para receber doações que serão utilizados para ajudar as vítimas de Brumadinho. A Polícia Militar de Belo Horizonte, por intermédio do major Flavio Santiago, alertou ao site Estado Minas, que essa conta é falsa, não tem nenhuma relação com algum movimento para arrecadar doações.

Brumadinho

“O mais importante é que as pessoas não confiem em muitas informações que estão sendo veiculadas em mídias sociais, como contas para depósitos. Mão existe esta situação. Importante, diante de qualquer dúvida, as pessoas devem entrar no site da Defesa Civil de Minas Gerais. Pois, se houve algo oficial neste sentido, lá será publicado. No restante, é um golpe sendo aplicado. Infelizmente, há pessoas que aproveitam dessas situações para angariar algum tipo de benefício”, explicou o major Flávio Santiago.

Esse oportunismo para crimes virtuais devido a dimensão do acidente em Brumadinho deve continuar acontecendo, provavelmente irão surgir muitas outras contas alegando ser uma via oficial dessa corrente da solidariedade. “As pessoas devem ficar atentas a questão do estelionato que vem ocorrendo pelos aproveitadores de plantão. Muitas imagens falsas, divulgação de contas correntes falsas, imagens contendo fotografias de instituição de renome, mas com sites ‘fakes, estão sendo divulgados”, completou o major.

Em relação às doações o Governo de Minas alerta que a meta foi alcançada. “O Governo de Minas através da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil de Minas Gerais – Cedec/MG e o Servas (Serviço Voluntário de Assistência Social) agradece o empenho e a solidariedade do povo mineiro com os afetados pelo rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho, e informa que os donativos arrecadados até o momento são suficientes, não sendo necessário o envio de mais materiais para o socorrimento humanitário”, diz nota divulgada pela Defesa Civil do estado. Caso seja necessário, a campanha será retomada.

Sobre o Autor

Editor-chefe no Hardware.com.br, aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Segue lá no Insta: @plazawilliam
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário