Só pra lembrar: o Orkut vai acabar amanhã

Só pra lembrar: o Orkut vai acabar amanhã

É possível que você nem se lembre ou nunca tenha usado, mas na década passada o Orkut era uma febre no Brasil, o nome a ser batido quando o assunto era rede social que, naquela época, ainda estava engatinhando em seu conceito. Tudo ainda era muito novo, muito ingênuo e imaturo, mas funcionava. Quem usou a internet na década passada certamente sente saudades do Orkut, com seus depoimentos, scraps e, principalmente, comunidades. Inclusive, o Facebook nunca conseguiu implementar bem este conceito. Embora ele tenha os grupos, eles não funcionam tão bem ou tão eficientemente que as comunidades do Orkut. Porém, com o amadurecimento das redes sociais e o crescimento do Facebook e Twitter, o Orkut foi paulatinamente caindo no ostracismo e, em junho, a Google anunciou que iria fechá-lo para sempre no dia 30 de setembro, também conhecido como amanhã.

Porém, o Orkut não será riscado do mapa da internet. Desde junho é impossível criar novas contas. E a partir de amanhã será impossível ter acesso a elas. Porém, esta saudosa rede social se tornará uma espécie de museu virtual, abrigando toda uma década de depoimentos, postagens e interações. De fato, de acordo com o Estadão, o arquivo para consultas futuras terá cerca de 51 milhões de comunidades (!), 120 milhões de postagens e 1 bilhão de interações! Em outras palavras, se você não quer que as suas pérolas de sabedoria ou barracos virtuais sejam eternizados na internet, é bom correr para apagar a sua conta definitivamente ou ao menos deletar aqueles posts mais comprometedores/constrangedores.

Para apagar alguma postagem no Orkut, basta acessar a sua conta, ir até a postagem em questão e clicar no botão deletar, como você faria normalmente. Porém, a partir de amanhã, você poderá apenas excluir o seu perfil por completo. Assim, todas as suas postagens em comunidades, os seus comentários, depoimentos e tudo o mais será apagado definitivamente. Será como se você nunca tivesse criado uma conta lá. Você também não vai poder gerenciar seus scraps, depoimentos e fotos na rede social. Por falar em fotos, se você tiver muitas raridades em forma de pixels por lá, pode usar esta ferramenta para importar todas para o Google+ de forma totalmente automática. Assim você não perde nenhuma foto antiga que ainda esteja por lá. Além disso, há também o Google Takeout que salva todos os seus depoimentos, scraps e demais postagens que você fez por lá em um arquivo compactado no formato HTML.

A Google ainda atua no segmento de redes sociais, com o Google+. Mas ele não tem a relevância que o Facebook tem no Brasil e no mundo. Em verdade, em números de acesso o Google+ perde até para o Orkut aqui no Brasil. Desde que Vic Gundotra, criador do Google+, saiu da empresa, a Gigante das Buscas deixou de dar tanta relevância para a rede social. E isso se refletiu nas ações da empresa. Por exemplo, ela deixou de exibir as fotos dos autores de textos que apareciam nos resultados das buscas e, mais recentemente, ela tornou opcional a criação de uma conta no Google+ para os novos usuários do Gmail. Ainda não está claro a próxima estratégia da Google neste nicho de redes sociais. Apesar de ser uma empresa multibilionária e com inúmeros produtos de sucesso, ela nunca conseguiu emplacar nada neste segmento. Alguém lembra do Google Wave ou Google Buzz? Pois é.

No mais, descanse em paz, Orkut!

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário