blank blank

Apple anuncia sistema de assinaturas dentro das apps na App Store

Além de ficar com 30% do valor das apps vendidas na App Store (um valor alto, considerando o pequeno trabalho que a ela tem…) a Apple anunciou um sistema oficial de assinaturas na loja. Por meio de um clique os usuários poderão fazer assinaturas dentro de apps, recurso útil para as apps focadas em conteúdo.

A medida pretende coibir o “comércio irregular”, como o fornecimento de conteúdo pago fora da loja da Apple sem a taxa de 30% de “imposto”. O sistema usará a mesma base de pagamentos usada na compra das apps ou conteúdo dentro delas. Os desenvolvedores definirão os preços e duração das assinaturas – semanal, mensal, etc. Entre as apps beneficiadas estarão apps de notícias, revistas, jornais, música, vídeo, etc.

Segundo o anúncio a porcentagem que ficará para a Apple sobre as transações será a mesma, 30%. Uma coisa interessante é que, se o cliente fizer a assinatura fora da loja, o vendedor ficará com o valor integral – mas poderá fornecer um login válido para seu cliente usar na app. O método de autenticação fica por conta do produtor da app. A restrição maior entra na proibição de links de compras de conteúdo ou assinaturas dentro das apps. Qualquer venda de assinatura fornecida dentro de uma app deverá ser pelo meio “oficial”, garantindo os 30% da maçã. Ah, a Apple ainda exige que se um produtor optar por vender assinaturas fora da app, a mesma oferta de assinatura deve ser feita, pelo mesmo preço ou menos, para quem comprar dentro da app.

Tirando a crítica aos elevados 30%, o sistema é interessante e beneficiará vários produtores de apps, que poderão conseguir assinaturas de forma bem mais fácil. Muita gente tem preguiça de ficar entrando em sites diferentes para fazer assinaturas, sem contar o gerenciamento delas que acaba ficando complicado quando se assina vários sites. Com um meio integrado na App Store, ficará bem prático, podendo atrair mais clientes.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário