blank blank

Gerando arquivos menores

O formato MPEG, ou MP3, permite gravar uma música de 4 minutos, com qualidade de CD em pouco mais de 4 megabytes. Entretanto, é possível gerar arquivos ainda menores, desde que se degrade um pouco a qualidade do som. Nas configurações do programa que converte os arquivos, você poderá alterar o valor do “Min Bit-rate”, esta configuração determina o número de amostras extraídas do som, representada na forma de bits por segundo. Quanto menor for o Bit-rate, menor será a quantidade de amostras, pior será a qualidade do som, mas em compensação teremos um arquivo menor.

O valor defaut é 124 Kbits, que significa qualidade de CD. Você poderá entretanto escolher frequências menores, que vão a até 8 Kbits dependendo do programa. Usando 112 Kbits, temos arquivos cerca de 10% menores sem uma degradação considerável. 64 Kbits equivalem à qualidade de uma rádio FM, com um som meio abafado porém nítido, usado 32 Kbits a qualidade fica próxima à do telefone, o mínimo utilizável para manter um som audível. Menos do que isso só teria utilidade em gravações de voz.

Nas configurações do programa, você terá também a opção de gerar arquivos mono ou stereo, a diferença entre os dois modos é que no mono temos apenas um canal de som, enquanto no stereo temos dois. O bit rate, por sua vez é fixo isto significa que usando mono teremos todas as amostras usadas em um único canal, enquanto usando stereo teremos metade das amostras para cada canal de som. Usando Bit-rate de 96 ou mais, você terá musicas de melhor qualidade usando stereo, porém usando um bit rate mais baixo, 64 ou menos, o melhor será usar mono, pois assim teremos apenas um canal, porém com o dobro de amostras. Faca uma experiência usando bit rate de 32 em stereo e em mono. Usando o mono a qualidade ficará bem melhor (ou menos pior 🙂 pois usando 2 canais teremos apenas 16 mil amostras por canal, muito pouco.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário