Top 10: melhores jogos do Apple Arcade

Top 10: melhores jogos do Apple Arcade

Recentemente publicamos um artigo comparando dois serviços de assinatura de jogos, o Google Play Pass, e o Apple Arcade. Há uma clara vantagem para o serviço da gigante de Cupertino, já oferece games exclusivos para seus assinantes, além de já ter sido lançado oficialmente – ao preço de  R$ 9,90/mês, enquanto o Play Pass ainda só pode ser assinado com uma conta dos EUA.

Para entender melhor todas as diferenças entre os serviços leia o artigo completo. O foco aqui é mostrar os 10 melhores jogos que estão disponíveis para o assinantes do Apple Arcade. Vamos nessa!

 

Mini Motorways

Uma versão simplificada da icônica “Sim City” – o jogador enfrenta a tarefa de construir estradas conectando casas com edifícios que os moradores de uma determinada metrópole desejam alcançar.

O que parece simples a princípio acaba sendo um grande desafio muito rapidamente. É uma produção produção simples, charmosa e extremamente viciante. Não é um Cities Skyline da vida, mas entrega uma experiência visualmente interessante para os usuários do iPad. A configuração do som também merece reconhecimento, está perfeitamente evoluindo e se adaptando ao tamanho da nossa cidade.

O game é da mesma produtora responsável pelo viciante Mini Metro, a Dinosaur Polo Club.

Skate City

“Simulador de skate” – esta é a maneira mais fácil de descrever o Skate City. Esta não é a primeira produção para dispositivos móveis dessa categoria, mas o título projetado para o Apple Arcade impressiona com sua música e acima de tudo a facilidade para dominar a mecânica do game, que inicia sua jornada por Las Vegas, mas que também coloca o jogador nas ruas de Oslo e Barcelona.

Uma adição interessante que o game oferece é a parte social, você pode capturar e compartilhar suas melhores manobras, graças as ferramentas internas de captura que o Skate City traz.

Speed ​​Demons

Corridas de carros com “vista de cima” (jogamos na vertical). Algumas pessoas que olharem para este game podem fazer uma associação com a série “Burnout”. O jogador tem acesso a vários modos conteúdo: da corrida clássica, até fugir da polícia, ou então num modo que o que vale mesmo é a colisão. Ao todos são 8 modos de jogo e 200 eventos únicos, além de uma boa variedade de veículos, de supercarros a caminhões.

Sayonara Wild Hearts

“Quando o coração de uma jovem se parte, o equilíbrio do universo é perturbado. Uma borboleta de diamante surge em seus sonhos e a guia por uma autoestrada nos céus, onde ela encontra seu outro eu: o motociclista mascarado chamado The Fool.” Este é o enredo básico de Sayonara Wild Hearts, um fantástico jogo de arcade com um eletropop em segundo plano. Definitivamente esse é um dos games para dispositivos móveis que melhor aliam a música com elementos visuais.

Algumas idéias não envelhecem e nunca saem de moda, e a diversão rítmica é sem dúvida uma delas!

The Pinball Wizard

Obviamente o Space Cadet do Windows Xp ficará eternamente na lembrança como o símbolo do pinball digital, mas há espaço para outros títulos do mesmo gênero. No Apple Arcade a opção fica por conta do The Pinball Wizard,  um jogo arcade que adiciona elementos de aventura ao universo do pinball.

No game você controla um personagem que vai avançado por um cenário enquadrado como uma mesa de pinball, você vai avançando, evitado os obstáculos, lidando com oponentes e pontuando.

Where Cards Fall

Uma produção bem elaborada que entrega um game com uma cadência e história que promete conquistar o jogador.  Nossa tarefa é construir objetos a partir de cartas, trazendo de volta as memórias do personagem principal. Elas se relacionam com a adolescência turbulenta que a maioria de nós já experimentou através de nossa própria pele.

Seu trabalho é construir telhados, pontes e rampas com cartas de baralho para conectar pessoas e experimentar o crescimento de um garoto. Tudo isso é aplicado com sucesso a uma narrativa visual poética, que combina perfeitamente com os controles touchscreen. Este puzzle é extremamente bonito com uma narrativa comovente. Com certeza irá cativar sua atenção.

Mosaic

Uma fusão de jogo de aventura com elementos de um jogo de quebra-cabeça. Os criadores queriam mostrar na Mosaic como são as dificuldades da vida cotidiana em um mundo automatizado, onde as pessoas se concentram exclusivamente no trabalho e em si mesmas. É melhor não revelar mais, para não estragar a diversão.

What the Golf?

Um “jogo de golfe para pessoas que não gostam de golfe” – é o que os criadores descrevem. Ao contrário das aparências, este não é um simulador de golfe, mas um desafio de destreza e quebra-cabeça que combina hits como Angry Birds, Floppy Bird e Desert Golf. Os campos são absurdos, física espacial, obstáculos e desafios fora deste mundo. Centenas de “buracos” muito incomuns estão esperando você.

Grindstone

Baseando-se em um estilo literalmente extraordinário de desenho animado, a Capy Games, autores de Below , criou um jogo de quebra-cabeças baseado em cores (tipo Puzzle Bubble e Candy Crush, por assim dizer) capaz de entregar uma experiência bem interessante. O objetivo é fatiar o máximo de monstros da mesma cor em um turno, movendo-se vertical, horizontal e diagonalmente para combinar combos.

Overland

É um jogo de sobrevivência, um jogo de estratégia baseado em turnos, daqueles que estavam na moda no PC nos anos noventa. Você está no carro e precisa sobreviver ao apocalipse, recuperando latas de gasolina e escapando de monstros com espinhos na cabeça. Tudo funciona bem, vá em frente para descobrir onde a viagem terminará. A viagem terminará?

Sobre o Autor

Editor-chefe no Hardware.com.br, aficionado por tecnologias que realmente funcionam. Segue lá no Insta: @plazawilliam Elogios, críticas e sugestões de pauta: william@hardware.com.br
Leia mais
Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X