Fan da GPU não gira, o que eu faço???

Fan da GPU não gira, o que eu faço???

Para que um computador funcione de forma satisfatória, é preciso que todos os seus componentes estejam bem instalados e que o hardware esteja também em bom funcionamento. Por isso, não é incomum que alguns problemas em componentes como GPU, placa mãe e outros apareçam e impeçam esse uso saudável do aparelho.

Na maioria das vezes um problema pode ter diversas soluções, por isso é sempre importante entender como cada componente funciona e o que pode estar levando a algum problema durante o uso. Hoje vamos falar um pouco sobre a fan do GPU, e quando ela para de rodar.

Leia também:

Este cooler promete reduzir em até 40% a temperatura de um SSD M.2
O air cooler mais monstruoso já lançado, este é o IceGiant ProSiphon Elite

O que é e para que serve a fan do GPU?

fan do GPU

A fan do GPU também pode ser conhecida com ventoinha, ventilador ou até mesmo exaustor. Ele é uma peça fundamental para impedir que a GPU fique quente demais e sua principal função é de expulsar o ar quente de dentro do computador para fora usando pequenas hélices, e por isso o nome ventilador também.

Eles geralmente são instalados na parte de cima do computador, facilitando assim com que o ar quente possa sair do gabinete sem muitos obstáculos. Também é possível colocar ventiladores ou coolers instalados na parte lateral ou de baixo, porém eles precisam estar direcionados de forma oposta, assim permite que o ar frio entre no computador.

Os coolers também têm um funcionamento muito parecido com os fans e por isso eles podem ser confundidos na maioria das vezes. A maior diferença entre eles é que o fan é uma ventoinha mais simples que apenas tira o ar quente do componente, enquanto o cooler é uma espécie de fan que conta também com um dissipador.

Fan da GPU não gira, o que fazer?

Em algumas situações, você pode perceber que o fan da GPU não está girando, ou que parou de girar do nada. Aqui estão algumas dicas do que pode estar acontecendo.

Confira a temperatura do computador

fan da GPU

Primeiramente, é importante ter em mente que hoje em dia muitas placas de vídeo mais modernas só ativam o fan quando a temperatura interna dos computadores atinge níveis mais elevados.

Ou seja, se o seu computador não estiver realizando nenhuma tarefa muito pesada, o fan fa GPU pode não girar, já que a temperatura não está alta. Então, primeiro uma boa forma de saber se é isso que está acontecendo é abrir jogos mais pesados, por exemplo, e ver se isso fará com que o fan seja ativado.

Outra forma de medir a temperatura do computador é usando programas que são especializados nessa função. É o caso de alguns como Core Temp, HWMonitor, HWInfo, Open Hardware Monitor, RealTemp, entre outros.

Porém, geralmente quando o fan realmente está apresentando problemas, é comum que o computador acabe desligando sozinho sempre que essas tarefas mais pesadas começam a aumentar muito a temperatura da GPU. Com isso, sem o sistema de resfriamento, a máquina desliga sozinha para evitar danos internos aos componentes.

Veja se não tem nada travando a fan

fan

Isso pode acontecer de forma mais rara, porém acontece, então é sempre bom eliminar todas as possibilidades. Por vezes com o tempo a sujeira pode ir acumulando nos componentes ou até mesmo algum resto de comida ou partícula maior fica presa entre as ventoinhas. Isso impede fisicamente com que elas girem.

Com o computador ligado, tente girar as hélices do fan manualmente, de forma suave, sem fazer força. Caso você encontre alguma dificuldade, é possível que algo esteja bloqueando esse movimento. Encontre esse bloqueio e limpe as ventoinhas e depois ligue o computador para saber se o problema foi resolvido.

Outra dica é usar óleo para evitar qualquer desgaste mecânico, principalmente para aquelas ventoinhas mais antigas, assim garante a lubrificação. Mas atenção, o óleo utilizado deve ser óleo de máquina ou de máquina de costura, NÃO utilize óleo comestível ou WD-40.

Mantenha todos os drivers da placa de vídeo atualizados

gpu

Em alguns casos, versões de drivers da placa de vídeo que você usa no seu computador pode ter algum bug que acabe afetando o funcionamento do fan. É sempre importante manter os drivers atualizados tanto para corrigir bugs de versões anteriores quanto para manter esses sistemas mais seguros.

Cada fabricante conta com seu próprio site onde é possível fazer o download dos drivers mais atuais. Muitas delas também já contam com aplicativo no próprio computador onde é possível gerenciar a placa de vídeo. Nesses aplicativos eles também oferecem as opções de atualizações dos drivers.

Coloque a velocidade em 100% no MSI Afterburner

MSI Afterburner

O MSI Afterburner é um programa para gerenciar as especificações de placas de vídeos e é compatível com modelos de GPU da Nvidia e da AMD. Com ele você pode realizar diversas funções como aumentar o FPS do sistema, por exemplo, sendo uma referência no assunto overclock.

Uma dessas funções é de controlar a velocidade do fan da GPU. Tente colocar essa velocidade em 100% e confira se o problema é resolvido, já que em algumas vezes pode ser apenas uma má configuração feita por algum programa do tipo.

Verifique todos os conectores do pc

fan

Pode parecer óbvio, mas na maioria dos casos de fans que não giram o problema está em algum conector solto ou até mesmo não conectado. Confira o conector de alimentação PCIe à GPU e verifique se o conector de alimentação da PSU tá mesmo inserido com firmeza, já que pode estar solto.

Também vale a pena conferir os conectores de outros componentes para verificar se tudo está bem conectado certinho. Pode até parecer que não tem nada a ver, porém algum componente com cabo solto pode sim influenciar no funcionamento de outros, como os ventiladores da GPU.

Além de verificar os conectores do PSU, também é importante que ela seja suficiente, ou seja, que garanta a potência necessária para a GPU.

Caso você não tenha muito conhecimento, leve a uma assistência

gpu

Muitos dos passos acima podem parecer simples para quem tem costume de lidar com computadores, porém a maioria deles poderá ser uma dor de cabeça para quem não tem muita intimidade com as máquinas.

Nesse caso o mais aconselhável é levar mesmo o aparelho a uma assistência técnica especializada, assim você não corre o risco de danificar ainda mais. Se você não se sente seguro para manusear os componentes internos do computador ou não entende muito bem de programas e software, peça ajuda de quem tem noção desses conhecimentos.

A assistência também é uma saída para caso nenhuma das soluções relacionadas no artigo seja suficiente para sanar o problema. Nesse caso o problema pode estar com a qualidade ou até mesmo defeito em cabos ou, em último caso, em um defeito mais grave no fan que o obrigue a ter que comprar um novo.

Cuidados para melhorar a refrigeração dos computadores

Hoje em dia os computadores estão ganhando componentes ainda mais potentes, principalmente GPU de alto desempenho, porém tudo isso também gera ainda mais aquecimento e por isso é preciso fazer o possível para evitar que isso se torne um problema.

O superaquecimento pode afetar vários componentes como processadores e até mesmo a placa mãe, além da GPU, e por isso é importante que todos eles se mantenham refrigerados dentro do gabinete.

Uma dica de ouro nesse caso é sempre manter todos os componentes e principalmente as ventoinhas e coolers limpos. Com o funcionamento diário eles acabam acumulando poeira e isso pode até mesmo evitar que os fans funcionem, como vimos nesse artigo. Para fazer essa limpeza você pode usar um pincel ou cotonete caso não seja muita, ou um compressor de ar próprio para isso.

limpeza fan gpu

Outra dica é a famosa prática de overclock com a instalação do maior número de ventoinhas possível. Quanto mais ventoinhas, melhor será a liberação de ar quente e mais eficaz será o resfriamento das peças. Além da ventoinha da GPU, também é possível colocar outras na parte frontal do gabinete para refrigerar a placa mãe e os discos rígidos ou nas laterais que vão resfriar a placa mãe e a de vídeo e também no topo para expulsar o ar quente do processador.

Ao comprar ventoinhas, prefira as de 120 mm que são maiores. Ou então, duas de 80 mm. E ao escolher uma pasta térmica, prefira aquelas que têm prata em sua composição, já que ela é um metal que conduz melhor o calor. Usando uma pasta de alta qualidade, mesmo que seja mais cara, você garante um resfriamento mais eficaz.

Também é importante investir em um bom cooler, já que ele vai manter o processador trabalhando nas temperaturas seguras, principalmente com os de alto desempenho. Para um sistema realmente eficiente, o ideal mesmo é optar por instalar um water-cooler, que usam um líquido especial para manter todos os componentes refrigerados.

Por fim, uma dica bem simples mas que pode fazer a diferença é manter os cabos de fonte de alimentação sempre organizados. Um emaranhado de fios e de cabos podem acabar prejudicando ainda mais o sistema de resfriamento e tendo o efeito contrário, provocando mais calor no interior do gabinete ao impedir a circulação do ar. Mantenha sempre as passagens de ar desobstruídas.

Sobre o Autor

Redes Sociais:

Deixe seu comentário

X